Novo estatuto do SNS vai entrar em consulta pública (com áudio)

Ainda existem aspetos para afinar com os parceiros sociais conforme referiu a ministra da Saúde. “Este regime que em termos de acréscimo remuneratório e de acréscimo temporário teremos que trabalhar em sede de negociação com os parceiros dos sindicatos”, disse Marta Temido depois do Conselho de Ministros.

António Pedro Santos/Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou esta, quinta-feira, que o novo estatuto do Serviço Nacional de Saúde (SNS) vai entrar em consulta pública, depois de reunião do Conselho de Ministros.

Segundo a governante o novo regime assegura a “sustentabilidade numa base obrigatória entre aqueles que venham a assumir novos cargos, novas comissões de serviço de direção de serviço ou de departamento no Serviço Nacional de Saúde”.

No entanto, ainda existem aspetos para afinar com os parceiros dos sindicatos conforme referiu a ministra. “Este regime que em termos de acréscimo remuneratório e de acréscimo temporário teremos que trabalhar em sede de negociação com os parceiros dos sindicatos”, explicou Marta Temido.

“Corresponderá ainda uma incompatibilidade para com o prazo dos cargos de direção não só no desempenho de funções de direção em serviços ou entidades privadas, mas também uma incompatibilidade de associar atividade existencial num volume superior, numa quantidade de trabalho semanal superior a uma carga horaria a negociar com as estruturas sindicais”, completou.

Relativamente à organização do trabalho, a ministra sublinhou que na reunião do Conselho de Ministros ficou definido “o regresso à autonomia para a contratação em qualquer modalidade de contratação pelas entidades e serviços, do Serviço Nacional de Saúde face à dinâmica e à imprevisibilidade que se caracteriza a vida destas entidades”.

Relacionadas

Governo prepara aprovação do “trabalho digno” e novo estatuto do SNS em Conselho de Ministros

Os bloquistas fizeram saber ao Governo que colocaram em cima da mesa nove propostas para viabilizar o próximo Orçamento. António Costa garante “total abertura” para negociar e garante que propostas serão aprovadas em Conselho de Ministros, esta quinta-feira.

Governo está há três anos a selecionar 40 psicólogos para o SNS

De acordo com a notícia avançada pelo jornal “Público”, este domingo, foram admitidos 2,527 candidatos e até ao momento nenhum foi colocado, estando o procedimento concursal ainda na fase de entrevistas, explica o Ministério da Saúde.

Profissionais do SNS têm 17 milhões de horas extra acumuladas

De acordo com o “JN”, os médicos, enfermeiros e assistentes operacionais fizeram entre de janeiro e outubro mais de 17 milhões de horas extra, o que representa uma aumento de seis milhões em relação a 2019.
Recomendadas

Alemanha em mudança com foco no novo ministro das Finanças. Ouça o podcast “A Arte da Guerra” com Francisco Seixas da Costa

Do novo Governo da Alemanha ao divórcio entre eleitores e poder político na Argélia passando pelos conflitos entre Reino Unido e França com o Brexit pelo meio. Tensão é a palavra que marca esta edição do podcast do JE, que conta com a análise do embaixador Francisco Seixas da Costa.

JE Notícias. Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo esta quinta-feira.

Estas são as dez cidades mais caras do mundo para viver

Motivos do foro turístico é o que não falta para visitar estas cidades. No entanto, para viver a história é outra. Conheça as dez cidades mais caras do mundo para viver, segundo o “Worldwide Cost of Living 2021 – Which global cities have the highest cost of living?”.
Comentários