Novos limites da pesca da sardinha variam entre 1.575 e 4.725 quilogramas

Para as embarcações com comprimento superior a nove metros e inferior ou igual 16 metros o limite é 3.150 quilos (150 cabazes, quando aplicável).

A pesca da sardinha tem desde hoje novos limites diários de captura que variam entre 1.575 quilogramas, para os barcos mais pequenos, e os 4.725 quilogramas, para os barcos maiores, determinou a Direção Geral dos Recursos Marítimos (DGRM).

A Direção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) divulgou no seu ‘site’ o despacho n.º 37/DG/2021 que altera os limites diários de captura de sardinha a partir das 00:00 de hoje, passando as embarcações com comprimento de fora a fora inferior ou igual a nove metros a poder pescar 1.575 quilos de sardinha (70 cabazes, quando aplicável).

Para as embarcações com comprimento superior a nove metros e inferior ou igual 16 metros o limite é 3.150 quilos (150 cabazes, quando aplicável).

As embarcações com mais de 16 metros têm como limite os 4.725 quilos (210 cabazes).

De acordo com o mesmo despacho, nos limites indicados pode ser incluído um máximo de 630 quilos (28 cabazes) de sardinha, calibrada como T4, independentemente da existência de outras classes e tamanhos.

Um despacho de maio deste ano prevê que, por despacho da DGRM, possam ser alterados os limites diários das descargas de sardinha em função das necessidades de gestão da pescaria e da evolução dos dados recolhidos, desde que ouvida a Comissão de Acompanhamento da Sardinha.

Os novos limites à captura da sardinha foram decididos depois de uma reunião da Comissão de Acompanhamento, no dia 16.

Recomendadas

PremiumFórum Oceano alerta para “revolução energética” do hidrogénio na China

A Associação portuguesa da Economia do Mar diz que dentro de duas semanas a China lançará, nos confins da Mongólia Interior, o maior projeto de produção de hidrogénio verde, fazendo disparar o mercado mundial de hidrogénio.

PremiumRuben Eiras: “Solar e eólicas offshore serão mais competitivas que o nuclear em 2040”

A massificação da produção de hidrogénio não dependerá da eletricidade gerada pelo nuclear, admitiu o ex-diretor-geral da Política do Mar e secretário geral do Fórum Oceano ao Jornal Económico.

Quota de pesca de sardinha em Portugal sobe para 30 mil toneladas até novembro

Ministério do Mar diz que “poder-se-á fixar uma quota global para Portugal próxima das 30 mil toneladas, o que permitirá prorrogar esta pescaria até novembro, o que representa um crescimento muito importante (em 2020 foi fixada uma quota total de 12.700 toneladas)”.
Comentários