Nvidia compra ARM por 40 mil milhões de dólares

Nvidia entra em grande no mercado dos processadores para dispositivos móveis.

A Nvidia anunciou que chegou a acordo com a japonesa SoftBank para comprar a ARM, a empresa responsável pelo design dos processadores utilizados na esmagadora maioria dos smartphones e tablets disponíveis hoje em dia.

Esta aquisição vai trazer a Nvidia para um papel central no mercado dos dispositivos móveis, que se podem tornar na porta de entrada para a massificação da tecnologia de inteligência artificial da Nvidia.

Do lado da ARM, esta aquisição quer dizer que terá à sua disposição os vastos recursos de pesquisa e desenvolvimento da Nvidia e acesso à sua gama de produtos.

A Nvidia anunciou também que vai construir um supercomputador para aplicações de inteligência artificial utilizando processadores ARM na sede da empresa em Cambridge, Reino Unido.

Apesar desta aquisição, a ARM anunciou que vai manter a neutralidade em relação aos seus clientes e o seu modelo de negócio, que passa pelo desenho e posterior licenciamento para o fabrico dos seus processadores. Mas, provavelmente, irá passar a integrar os processadores gráficos da Nvidia nos seus designs, o que, naturalmente, dará uma vantagem à Nvidia em relação à sua concorrente AMD.

Tanto a administração da Nvidia como a da ARM já aprovaram o negócio, que se espera que esteja concluído no prazo de 18 meses depois de obter aprovação dos reguladores dos EUA, Reino Unido, União Europeia e China.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Bruxelas quer mais supercomputadores e pede aos Estados-membros uma abordagem comum para implementar 5G

A Comissão Europeia propôs esta sexta-feira um novo regulamento sobre a supercomputação, com um orçamento de 8 mil milhões de euros, para reforçar as infraestruturas e a conectividade dos 27 países a redes de alta velocidade.

Condutor canadiano apanhado pela polícia a dormir num Tesla a 150 quilómetros por hora

Quando a polícia acendeu as luzes de emergência e os outros veículos saíram do caminho, o Tesla Model S acelerou, tal como está programado para fazer. O condutor foi acusado de excesso de velocidade ficando com a carta de condução suspensa durante 24 horas. Mais tarde, a polícia acrescentou a acusação de condução perigosa.

Microsoft recupera datacenter do mar da Escócia

Dois anos depois, a Microsoft recuperou o datacenter que afundou ao largo da Escócia.
Comentários