“CEO interino Ramiro Sequeira não esclareceu dúvidas na TAP”, acusa João Cotrim de Figueiredo

João Cotrim de Figueiredo queixou-se do CEO interino da TAP, Ramiro Sequeira, que na sua audição parlamentar, não esclareceu dúvidas relacionadas com a situação da TAP, o que o deputado do IL considera incompreensível, atendendo a que “72,5% do capital da TAP é detido pelo Estado”.

Lusa

João Cotrim de Figueiredo, deputado do IL, queixou-se da falta de esclarecimentos prestados pelo CEO interino da TAP, Ramiro Sequeira, remetendo as dúvidas não esclarecidas que persistiram da audição parlamentar ao CEO realizada na parte da manhã, para questões ao chairman, Miguel Frasquilho, esta tarde na audição na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, agendada para 23 de fevereiro por proposta do PSD e do IL – Iniciativa Liberal, autores dos requerimentos.

Cotrim de Figueiredo, deputado do IL, sublinhou que há aspetos que precisam de ser esclarecidos na reestruturação da TAP, tais como: “as alternativas que a TAP teria no contexto da pandemia e que custo teria para os contribuintes a liquidação da TAP; a inexistência de uma equipa de gestão efetiva, porque o Plano de Reestruturação é muito exigente, do ponto de vista técnico e financeiro, e a realidade da TAP mostra que não se conhecem à data de hoje os responsáveis efetivos, atendendo a que o CEO da TAP é interino; qual é o destino final da TAP?, sabendo-se que não é possível gerir hoje sem saber o destino da viagem; o real impacto das importações e exportações da TAP; a estratégia para Faro, onde a atividade da TAP é residual, ou para o Porto, onde a TAP é pouco expressiva”.

Para o deputado do IL, “a população ativa portuguesa, nem nenhuma das outras empresas portuguesas está a receber, tem acesso aos apoios que a TAP recebe”.

João Cotrim de Figueiredo deputado do IL – que não acompanharia toda a audição parlamentar a Miguel Frasquilho para não falhar um compromisso com o Presidente da República, onde não queria chegar tarde – referiu que quando o CEO da TAP, Ramiro Sequeira, foi questionado na audição parlamentar, não esclareceu dúvidas relacionadas com a situação da TAP, o que o deputado do IL considera incompreensível, atendendo a que “72,5% do capital da TAP é detido pelo Estado”.

Recomendadas

Sonae reforça posição na Sonae Sierra ao comprar 10% do capital desta à Grosvenor

O grupo com sede na Maia passa assim a deter 80% da Sonae Sierra, depois de adquirir 10% por uns estimados 82,16 milhões de euros à Grosvenor.

CEO do Goldman Sachs anuncia investimento de 156 mil milhões de dólares na sustentabilidade

David Solomon, presidente e CEO da Goldman Sachs, anunciou o progresso anual rumo ao compromisso do banco norte-americano em termos de Sustainable Finance Commitment. O banco norte-americano quer que os EUA regressem ao Acordo de Paris.

Administração da Semapa diz que preço da OPA da Sodim é o adequado

A administração da Semapa considera a OPA oportuna e o preço de 11,40 euros, bem como as restantes condições, são as adequadas.  A Semapa também diz que a OPA não prevê a necessidade de proceder a alterações às condições atuais dos trabalhadores e que o perfil de risco de crédito da empresa não será alterado.
Comentários