Técnico. Novo homem do leme é engenheiro mecânico

Rogério Colaço tomou posse e definiu as prioridades da sua direção.

DR

O Técnico tem novo presidente. Rogério Anacleto Cordeiro Colaço, professor catedrático do Departamento de Engenharia Mecânica, Área Científica de Projeto Mecânico e Materiais em Engenharia, vai estar ao leme da maior escola de engenharia do país até 2023.

Empossado no dia 2 de janeiro, pautou o seu discurso por um tom otimista e de confiança. Defendeu, nomeadamente, o aumento da participação em grandes projetos nacionais e internacionais, como forma de obtenção de receitas próprias pelas instituições de ensino superior, e a diminuição das barreiras burocráticas que os investigadores sentem durante a execução material e financeira de projetos.

No documento estratégico à sua candidatura, Rogério Colaço deixava bem claro um compromisso de continuidade: “Continuaremos o trabalho iniciado pela anterior direção, no respeito pela autonomia das comissões científicas de curso, estruturas e departamentos envolvidos”.

O Conselho de Gestão do Técnico integra como vice-presidentes: Alexandre Francisco (Assuntos Académicos), Fátima Montemor (Investigação e Assuntos Internacionais), Fernando Mira da Silva (Informática), Helena Galhardas (Campus Tagurpark), Helena Geirinhas Ramos (Assuntos Administrativos), Isabel Dias (Finanças), José Marques (Campus Tecnológico e Nuclear), Luís Correia (Parcerias Empresariais e Técnico +), Pedro Amaral (Instalações e Equipamentos), bem como o administrador Nuno Pedroso.

Recomendadas

Há 52.242 vagas para estudar no ensino superior em 2021/22. Áreas digitais crescem 3% face ao ano passado

A primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao ensino superior arranca dia 6 de agosto e traz mais 385 vagas nos ciclos de estudo com maior concentração de melhores alunos, com exceção de Medicina. A candidatura é online no site da Direção-Geral do Ensino Superior.

Instituições de ensino e formação procuram combinação virtuosa entre presencial e online

Na mesa redonda do JE sobre Os Desafios da Formação em Portugal, esta sexta-feira, Manuel Fontaine, diretor da Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica, e Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, revelam como estão a preparar o próximo ano letivo. Jorge Lopes, diretor da Rumos Formação, diz ter a expectativa de que as empresas portuguesas voltem a investir em formação e a Rumos está preparada para responder.

Da sala de aula para o ensino a distância: três exemplos de adaptação em tempo recorde

Jorge Conde, presidente do Politécnico de Coimbra, Jorge Lopes, Diretor da Rumos Formação, e Manuel Fontaine, Diretor da Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica, contam como as suas instituições enfrentaram e venceram a pandemia da Covid-19. Foi esta sexta-feira, 30 de julho, na mesa redonda Os Desafios da Formação em Portugal, promovida pelo Jornal Económico.
Comentários