O que devo fazer quando existem alterações no programa de um festival?

Quando um dos artistas, num festival de música por exemplo, cancela a sua atuação no palco principal, o consumidor pode exigir a restituição do valor do bilhete.

Se os espetadores o exigirem, o promotor do festival, concerto ou espetáculo é obrigado a restituir o valor dos bilhetes sempre que o mesmo não se realize no local, data e hora marcados; houver substituição do programa (ou dos artistas principais) ou se for interrompido. O promotor não terá de devolver o dinheiro caso a interrupção esteja relacionada com situações de força maior, ocorridas após o início da sessão.

Quando um dos artistas, num festival de música por exemplo, cancela a sua atuação no palco principal, o consumidor pode exigir a restituição do valor do bilhete. Mesmo que não seja cabeça de cartaz a sua ausência altera o programa inicial do festival. No entanto, esta não é uma solução consensual, pelo que o promotor decerto tentará evitar essa restituição, alegando que não se tratavam de artistas principais.

Onde reclamar:

Além da DECO, pode fazer denúncias à entidade competente nesta matéria: a Inspeção-Geral das Atividades Culturais – IGAC.

Pode também pedir o livro de reclamações, que é obrigatório nos recintos de espetáculos e salas de cinema. O promotor deve disponibilizá-lo sempre que o consumidor o exigir. O original da folha de reclamação tem de ser enviado pelo promotor à IGAC.

Caso se confirme a restituição do valor dos bilhetes, esta deve ser efetuada no prazo de 30 dias a partir da data em que é comunicada a decisão da IGAC.

Informações a que o consumidor tem direito:

Quando compra um bilhete para um espetáculo ou para o cinema, o ponto de venda (físico ou eletrónico) deve disponibilizar as seguintes informações:

  • preço do bilhete;
  • programa, data e hora de início do espetáculo/filme;
  • classificação etária;
  • número do lugar e a indicação da categoria a que pertence, caso exista (por exemplo, balcão ou 1ª plateia);
  • lotação e a planta do recinto;
  • identificação do promotor do evento.

Se os bilhetes tiverem sido vendidos na totalidade, o ponto de venda deve indicar a informação “lotação esgotada”.

Saiba mais sobre os seus direitos de consumidor. Conte com o nosso apoio. DECO MADEIRA está à sua espera na Loja do Munícipe do Caniço, Edifício Jardins do Caniço loja 25, Rua Doutor Francisco Peres; 9125 – 014 Caniço; deco.madeira@deco.pt

Ler mais
Recomendadas

Teletrabalho e benefícios não financeiros vão acelerar a médio prazo

Crise do coronavírus impôs disrupção nos benefícios extrassalariais este ano. Mas o futuro passa por aí, nomeadamente por um aumento da flexibilidade nas formas de trabalhar e nas compensações.

Quanto pode poupar ao transferir o crédito pessoal para outro banco?

Caso tenha solicitado um empréstimo ao consumo em anos recentes e esteja a suportar uma TAEG elevada, sabia que poderá obter poupanças avultadas se transferir o crédito pessoal para outro banco?

Seis dicas para não cair nas fraudes de aplicações maliciosas

A empresa de software portuguesa Go4Mobility, ligada às comunicações móveis e aos serviços digitais lançou conselhos para escapar aos ciberataques que proliferam em tempos de crise como o que se vive com esta pandemia.
Comentários