Obras na estação do Metro de Arroios já vão no terceiro aumento, encarecendo 2,24 milhões

No final de 2016 o Metropolitano de Lisboa decidiu ampliar a estação de Arroios. O valor das obras era de 4,6 milhões de euros. Vamos em fevereiro de 2019 e o valor já aumentou para 6,84 milhões de euro, mas a conclusão destas obras nunca será antes de 2021.

Rafael Marchante/Reuters

Encerrada para obras de ampliação desde julho de 2017, a estação de Metro de Arroios, da Linha Verde, em Lisboa, já viu o valor das empreitadas ser aumentado três vezes, encarecendo 2,24 milhões de euros face ao montante inicial de 4,6 milhões de euros proposto para esta empreitada. O Jornal Económico sabe que não é previsível que estas obras terminem antes de 2021.

A estação de Metro de Arroios continua encerrada para obras de ampliação. Foi objeto de um concurso público internacional em 2016. Foi-lhe consagrada uma primeira portaria em janeiro de 2017 que autorizou obras de 4,6 milhões de euros. Seguiu-se uma segunda portaria em março de 2017 que ajustou o valor das obras para 5,9 milhões. Depois foi feita a resolução deste contrato, por incumprimento.

Agora foi publicada uma nova portaria, em Diário da República, em fevereiro de 2019, a autorizar o lançamento de um novo concurso no valor de 6,84 milhões de euros para realizar as referidas obras na estação de Arroios.

O Metropolitano de Lisboa pode agora lançar novo contrato de empreitada de ampliação e reformulação da estação Arroios. “Por incumprimento contratual do adjudicatário, o Município de Lisboa viu-se obrigado a resolver o contrato, concretamente por atraso na execução da empreitada”, refere o novo diploma legal que agora entrou em vigor, explicando que o atraso da empreitada é uma “situação que se tornou insustentável”.

A nova empreitada que ascenderá a 6,84 milhões de euros também não será rapidamente executada porque as respetivas obras serão distribuídas pelos anos de 2019 (no valor de 2,1 milhões de euros), 2020 (com 4,62 milhões) e 2021 (que rematará a obra por mais 40 mil euros).

Recomendadas

Prémios ‘Grandes Escolhas’ elegeram os melhores vinhos nacionais de 2019

A entrega destes 30 prémios decorreu, num jantar em Sangalhos, Anadia, numa cerimónia que pretendeu reconhecer os grandes protagonistas do mundo da enologia e da gastronomia nacionais.

SunEnergy instala 345 painéis solares nos Armazéns Reis de Aveiro

Este contrato de autoconsumo com os Armazéns Reis, empresa que se dedica ao comércio e distribuição de materiais de construção, ‘bricolage’, decoração e jardim, vai permitir uma poupança de 15 mil euros em energia, todos os anos.

Secil com expetativas positivas para 2020 no setor do cimento

De acordo com as estatísticas, o mercado de cimentos em Portugal em 2019 terá crescido cerca de 15% comparativamente ao período homólogo.
Comentários