Obrigatório a partir de 2022: carros novos vão ter sistema que ‘bloqueia’ condutores alcoolizados

A União Europeia já estabeleceu o calendário para a implementação progressiva de sistemas de segurança obrigatórios nos novos modelos de automóveis. Já em 2022, por exemplo, os testes do balão ao álcool vão acabar, porque os veículos vão passar a ter um alcoolímetro incorporado. Mas há mais novidades.

A Comissão Europeia vai implementar uma série de medidas de segurança nos automóveis, que serão obrigatórias de forma progressiva a partir de 2022. O objetivo dessas políticas é evitar 25.000 mortes em acidentes rodoviários e 140.000 feridos graves num período de 15 anos, avança o ElPaís.

O calendário já foi definido pela União Europeia e será desenvolvido em três fases durante seis anos, através de um regulamento denominado GSR (abreviatura em inglês de regulamento geral de segurança) e que deve ser aprovado e publicado antes de terminar este ano.

A primeira fase da implementação dos sistemas de segurança será iniciada em maio de 2022 para os novos modelos autorizados e no mesmo mês de 2024 para todos os carros matriculados. E contempla as seguintes soluções:

– Limitador de velocidade inteligente, que avisa os condutores quando excede a velocidade permitida;
– Alcoolímetro incorporado ao veículo com um imobilizador que impede o arranque do automóvel quando os limites legais estabelecidos para a condução são ultrapassados;
– Aviso de falta de atenção ao volante e detetor de sintomas de sonolência, avisando o motorista quando há um risco de acidente por estas razões;
– Sistema automático de manutenção das vias, para evitar deslocamentos involuntário na estrada;
– Câmera traseira, que permite a visualização de pessoas e obstáculos;
– Dispositivo de paragem de emergência, que facilita a sinalização e imobilização do veículo na estrada sem ter de sair para o exterior;
– Sistemas de proteção traseira e lateral.

A segunda fase do plano irá coincidir com a anterior, tornando obrigatórios os seguintes sistemas em todas as novas homologações desde maio de 2024 e em 2026 para todos os carros registados:

– Sistema autónomo de travagem de emergência, capaz de detectar os utentes vulneráveis da estrada;
– Expansão da área frontal de impacto para proteção de peões;
– Sistemas de assistência que permitem uma condução mais automática, capaz de ajudar o motorista em caso de distração.

A terceira e última fase destina-se exclusivamente a camiões e autocarros, com prazos de Novembro de 2025 para as novas homologações e 2028 para todas as vendas, com referência a um sistema de visão direta para melhorar a visibilidade e reduzir ângulos mortos, além de gravar dados automáticos (popularmente conhecidos como caixa preta) para esclarecer as causas de um possível acidente.

Ler mais
Recomendadas

Avaliação das casas subiu para 1.265 euros por metro quadrado em maio

Este valor representa um aumento de nove euros face a abril e de 7,6% face ao período homólogo. É o valor mais elevado do último ano.

Euribor renovam mínimos de sempre a seis e 12 meses

As taxas Euribor desceram esta quinta-feira em todos os prazos, a seis e 12 meses para novos mínimos de sempre.

Confiança dos consumidores volta a aumentar em junho

O saldo das expectativas relativas à evolução da situação económica do país aumentou em junho, após ter diminuído ligeiramente no mês precedente, revela esta quinta-feira o INE.
Comentários