Observatório promove debate sobre ‘compliance’ na Saúde

Na próxima quinta-feira, o Observatório Português de Compliance e Regulatório promove um encontro, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, que contará com a presença da ex-ministra da Saúde Maria de Belém Roseira e do antigo secretário de Estado da Saúde Manuel Delgado.

O Observatório Português de Compliance e Regulatório (OPCR) organiza, na próxima quinta-feira, dia 10 de janeiro, uma conferência intitulada “Compliance no setor da saúde”.

A abertura e a apresentação do evento – que se realiza no auditório Maria Odette Santos-Ferreira, na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa – estão a cargo de Diogo Sousa-Martins, presidente da comissão de Saúde e Farmacêutica do OPCR, e do antigo secretário de Estado da Saúde Manuel Delgado.

A ‘keynote speaker’ do evento é a ex-ministra da Saúde Maria de Belém Roseira. A antiga governante falará sobre os pressupostos e os desafios do ‘compliance’ neste segmento de atividade.

A Miguel Trindade Rocha, presidente executivo do OPCR, caberá o encerramento. Para o ainda diretor na EY, o ‘compliance’ e a transparência no setor da saúde “são essenciais para uma resposta adequada aos requisitos legais e regulamentares e para a promoção de uma cultura de ética e integridade”.

  • Painel 1 – “A regulação em saúde: um imperativo global ou específico”

Moderador: Miguel Gouveia (Católica School of Business and Economics)

Oradores: Alexandre Lourenço (Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares), Ana Paula Martins (bastonária da Ordem dos Farmacêuticos), Rita Cavaco (bastonária da Ordem dos Enfermeiros), Francisco Miranda Rodrigues (bastonário da Ordem dos Psicólogos), José Carlos Calado (presidente da Administração Central do Sistema de Saúde), Leonor Furtado (Inspeção-Geral das Atividades em Saúde), Maria do Céu Machado (presidente do Infarmed) e Sofia Nogueira da Silva (presidente da Entidade Reguladora da Saúde).

  • Painel 2 – “Compliance nas áreas do medicamento e dispositivos médicos”

Moderador: Eduardo Nogueira Pinto (PLMJ)

Oradores: Cláudia Furtado (Infarmed), Gonçalo Lobo (presidente e diretor técnico da Abraço), João Almeida Lopes (presidente da Apifarma), João Gonçalves (secretário geral da Associação Portuguesa das Empresas de Dispositivos Médicos), José Feio (diretor dos Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra), Paulo Duarte (presidente da Associação Nacional de Farmácias) e Rogério Gaspar (Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa).

  • Painel 3 – “Compliance hospitalar: dimensões e critérios”

Moderador: Paulo Amaral

Oradores: Miguel Guimarães (bastonário da Ordem dos Médicos), Carlos Pereira Alves (presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar) e Ana Escoval, António Dias Alves e Artur Vaz (presidentes do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Lisboa Central, Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Hospital Beatriz Ângelo).

Ler mais
Recomendadas

“Praia, comida e vinho ajudaram”. O que dizem os estrangeiros que montam negócios em Portugal

A próxima edição do “Launch in Lisbon”, organizado pela incubadora Startup Lisboa para ajudar empreendedores e freelancers estrangeiros que pretendam instalar um negócio em Portugal, realiza-se entre os dias 4 e 8 de março. O Jornal Económico falou com Jeferson Valadares e Wendy van Leeuwen, que já se renderam à capital portuguesa.

CMS e jornal alemão “Die Zeit” debatem novos modelos de negócio em Davos

Na edição deste ano a discussão será sobre “O poder das plataformas: um novo modelo de negócio”. Entre os convidados estão o presidente-executivo do Deutsche Bank, o sócio executivo da IBM Automation Platform Leader Europe e o vice-presidente do Booking.com.

Contribuintes que ganham mais de mil euros continuam a reter IRS a mais, diz a PwC

A atualização das tabelas de retenção para 2019 continua a não refletir integralmente o alargamento dos escalões do IRS de 2018 para a generalidade dos trabalhadores e pensionistas com rendimento a partir de mil euros, segundo os cálculos da PwC.
Comentários