OCDE: Portugal é o país com mais projetos inovadores para combater a Covid-19

Portugal destaca-se como um dos países com maior número de projetos diferenciadores para fazer face à pandemia. Os dados são da OCDE e revelam que das 150 respostas diferenciadoras em todo o mundo, 19 são portuguesas, o que corresponde a cerca de 11% do total. Do top 3 fazem ainda parte o Reino Unido e a Irlanda.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) identificou, em todo o mundo, 150 projetos diferenciadores que pretendem fazer face à pandemia e Portugal é um dos países com o maior número de soluções. Os dados da OCDE destacam a Europa ena América onde a aposta inovadora tem sido maior. No extremo oposto está a Ásia e África.

A OCDE revela que das 150 respostas diferenciadoras em todo o mundo, 19 são portuguesas, o que corresponde a cerca de 11% do total como pode ver aqui.

Do top 3 fazem ainda parte o Reino Unido e a Irlanda. Com múltiplas plataformas online lançadas em plena pandemia de Covid-19, a OCDE destaca, por exemplo, o site do Governo “Estamos ON”, que recentemente passou a estar também disponível numa aplicação com o objetivo de promover a utilização de serviços online pela população para evitar o contacto durante esta pandemia.

Também os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde lançaram uma plataforma online dedicada inteiramente ao vírus SARS-CoV-2 e que também consta nesta lista da OCDE como um site que esclarece, por exemplo, formas de transmissão e compila os dados relativos à situação epidemiológica no país.

A OCDE destaca ainda parte projetos como o movimento português tech4Covid-19, que tem procurado encontrar soluções tecnológicas para ajudar o país na luta contra a Covid-19, e o programa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia Research 4 Covid-19 que apoia projetos e iniciativas de investigação e desenvolvimento já em curso ou a desenvolver e que respondam às necessidades do SNS.

Segundo a tabela elaborada pela OCDE a seguir a Portugal surge o Reino Unido, com 12 soluções identificadas, seguido da Irlanda, com 11. Na Europa, destacam-se ainda a França e a República Checa, ambos com oito projetos. Já em Espanha e Itália parecem ser reduzidos os projetos inovadores que querem fazer face à Covid-19, tendo sido identificados apenas dois em cada.

Ler mais

Recomendadas

Alemanha é responsável por quase metade das ajudas estatais autorizadas por Bruxelas

“Temos, ao todo, 175 medidas [aprovadas] que totalizam cerca 2,13 biliões de euros”, anunciou hoje a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, falando numa audição na comissão de Assuntos Económicos e Monetários do Parlamento Europeu, em Bruxelas.

António Saraiva: “Empresas precisam de apoios a fundo perdido. Não querem agravar dívida”

O barómetro semanal CIP/ISCTE revela que 82,2% das empresas preferem apoios para capitalização que não agravem o seu endividamento e 41,7% dizem que querem suspender ou cancelar investimentos previstos para 2020. O presidente da CIP, António Saraiva diz que as necessidades das linhas de apoio às empresas aumentaram para 10,5 mil milhões de euros.

Comércio automóvel quer flexibilidade fiscal para diferir pagamentos do IUC

O setor do comércio automóvel diz que já tem 50% das visitas de clientes, mas precisa de maiores estímulos para o abate de viaturas em fim de vida, referem os participantes no ’30 a 3′ promovido pelo Montepio Crédito em parceria com o Jornal Económico. O setor considera que é preciso aumentar a confiança do cliente para relançar as vendas de automóveis.
Comentários