OE2020: MAI anuncia recrutamento de 10 mil efetivos para forças de segurança até 2023

O ministro da Administração Interna anunciou hoje no parlamento o recrutamento de cerca de 10 mil elementos para as forças e serviços de segurança até 2023 no âmbito do plano plurianual da admissão.

Cristina Bernardo

“É um Orçamento do Estado que prevê, pela primeira vez, a existência de um plano plurianual da admissão para as forças e serviços de segurança”, disse Eduardo Cabrita no âmbito da discussão na especialidade, na Assembleia da República, do Orçamento do Estado para 2020.

O ministro avançou que esse plano vai permitir “até 2023 recrutar aproximadamente 10 mil novos elementos para as forças e serviços de segurança”.

O governante precisou que estas admissões são feitas “em função das saídas previstas” e “das alterações do modelo operacional”, destacando que as polícias vão ter “programado atempadamente aquilo que são as necessidades de contratação”.

Eduardo Cabrita sublinhou que os sindicatos já foram ouvidos sobre as suas propostas para a construção desse plano de admissões.

Recomendadas

Portugal regista mais 665 novos casos confirmados e nove mortos por Covid-19 nas últimas 24 horas

Segundo o boletim epidemiológico divulgado este domingo, 27 de setembro, cinco vítimas são na Região de Lisboa e Vale do Tejo, duas no Norte e outras duas no Centro. Há, neste momento, 635 internados, dos quais 89 em Unidades de Cuidados Intensivos.

Surto no hospital de Beja já infetou 26 profissionais de saúde

Fonte da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) indicou que estão mais três profissionais de saúde infetados em relação aos dados avançado no sábado, nomeadamente um assistente técnico, um enfermeiro e um médico.

Mais de 998 mil mortes e quase 33 milhões de infetados por Covid-19 a nível mundial

Os números são uma estimativa que não reflete “mais que uma fração do número real de contágios”, esclarece a agência francesa, já que há vários países com pouca capacidade de testagem.
Comentários