Oito escolas auditadas por diferença de notas conseguiram diminuir inflação

No ano passado, a IGEC interveio num total de 11 escolas, sendo estas as que apresentavam um maior desalinhamento ao nível das notas em 2018. Com 10 escolas privadas e uma pública, oito conseguiram reduzir a inflação.

Três anos após o início da auditoria a escolas pela Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC), a inflação entre as notas internas e as notas dos exames nacionais já começam a ser corrigidas, avança o jornal ‘Público’ esta sexta-feira, 26 de junho. Segundo a publicação, 73% das escolas auditadas em 2019 reduziram a inflação nas notas do ensino secundário.

No ano passado, a IGEC interveio num total de 11 escolas, sendo estas as que apresentavam um maior desalinhamento ao nível das notas em 2018. Com 10 escolas privadas e uma pública, oito conseguiram reduzir a inflação.

De acordo com o relatório, citado pelo ‘Público’, as maiores correções aconteceram no Colégio do Atlântico, no Seical, cuja alteração baixo de 1,72 para 0,43, e no colégio Cidade Roda, em Pombal, que baixou de 1,75 para 0,35. Ainda assim, a escola que registou uma menor diferença foi a Escola Básica e Secundária de Paredes de Coura, que baixou de 1,54 para 1,46 valores.

O relatório indica que a discrepância das notas tem vindo a apresentar descidas. Em 2018 a classificação interna das escolas era de 1,4 valores, e no ano passado desceu para 1,07. Nestas 11 escolas auditadas pela IGEC, a diminuição é mais acentuada mas continua superior à média nacional, tendo diminuído para 1,33 a partir de 1,82 valores.

Recomendadas
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Presidenciais: Plataformas de transporte têm promoções para portugueses irem votar no domingo

De descontos de seis euros a 50% de desconto em viagens de carro em todo o país, até um limite de três euros e viagens grátis em todas as trotinetes elétricas em Lisboa, a Bolt e Free Now organizaram campanhas promocionais para que os portugueses se possam deslocar às urnas no dia 24 de janeiro.

80% das autarquias indexa fatura dos resíduos ao consumo de água. Deco Proteste quer revisão da tarifa

“Quem cumpre e separa os resíduos, com a preocupação de defender o ambiente, paga o mesmo de quem é indiferente ao problema da sustentabilidade”, aponta a Deco Proteste que defende a revisão do cálculo da tarifa dos resíduos.

Saiba como recapitalizar as suas finanças em tempos de crise

Com cada vez mais cidadãos confrontados com a redução dos seus rendimentos, por via do desemprego, do lay-off, do fecho da sua atividade, do corte das comissões, entre outras situações, importa saber quais as medidas existentes e os comportamentos a adotar para ultrapassar estas dificuldades financeiras ou até mesmo para recapitalizar as suas finanças em tempos de crise.
Comentários