Onde comprar casa em Portugal? Estes são os concelhos com os preços mais baixos e mais altos

Apesar dos preços das casas em Portugal estarem a subir, existem vários concelhos em Portugal com preços baixos face ao resto do país como Sernancelhe, Oleiros e Pinhel.

A região do Algarve é a que tem mais concelhos com as casas mais caras em Portugal, com um total de cinco no top 10. Segue-se a região de Lisboa com quatro concelhos e o Porto com uma.

Esta quarta-feira o INE revelou que entre as cidades com mais de 100 mil habitantes registaram-se aumentos na ordem dos dois dígitos: Braga (22,6% para 923 euros por metro quadrado), Amadora (22,1%) e Vila Nova de Gaia (20,3%).

Apesar dos preços das casas em Portugal estarem a subir, existem vários concelhos em Portugal com preços baixos face ao resto do país como Sernancelhe, Oleiros e Pinhel.

1o concelhos com as casas mais baratas

Sernancelhe – 194 euros por metro quadrado (m2)
Oleiros – 210 euros/m2
Pinhel – 214 euros/m2
Santa Cruz da Graciosa – 218 euros/m2
Almeida – 232 euros/m2
Tabuaço – 243 euros/m2
Castelo de Vide – 244 euros/m2
Vila Velha de Ródão – 245 euros/m2
Freixo de Espada à Cinta – 247 euros/m2
Penamacor – 247 euros/m2

 

10 concelhos com as casas mais caras

Lisboa – 3.205 euros/m2
Cascais – 2.529 euros/m2
Oeiras – 2.211 euros/m2
Loulé – 2.089 euros/m2
Albufeira – 1.894 euros/m2
Lagos – 1.875 euros/m2
Tavira – 1.804 euros/m2
Porto – 1.802 euros/m2
Odivelas – 1.718 euros/m2
Lagoa – 1.662 euros/m2

 

Preços das casas em Braga, Amadora e Gaia disparam mais de 20%

Ler mais

Recomendadas

França e Alemanha investem 150 milhões de euros no desenvolvimento de um novo avião de combate

Este avião vai ter um custo total de quatro mil milhões de euros e só ficará pronto em 2040. Alemanha e França entram com o primeiro investimento e Espanha junta-se no final deste ano.

Endividamento da economia aumentou 3,1 mil milhões de euros em 2019

O endividamento da economia aumentou em termos nominais no final de 2019, face a igual período de 2018. No entanto, em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 352,1% para 341,2%.

Dívida pública caiu para 118,2% em 2019, abaixo das estimativas do Governo

A dívida pública na ótica de Maastricht prossegue uma trajetória descendente, já que diminuiu face aos 122,2%, registados em 2018. Fixou-se ainda abaixo dos 118,9% esperados pelo Governo.
Comentários