Optimal Investments de Jorge Tomé e José Maria Ricciardi quer lançar dois fundos

O grupo Optimal Investments através da sua participada Optime Investments – Sociedade de Capital de Risco, gere fundos de capital de risco e fundos de investimento alternativos especializados.

Cristina Bernardo

A Optimal Investments abriu no ano passado e já está a preparar o lançamento de dois fundos de private equity, soube o Jornal Económico.

A sociedade Optimal Investments abriu no ano passado pela mãos de Jorge Tomé, Miguel Geraldes, Luís Tenente, e a que se juntaram recentemente José Maria Ricciardi e Rafael Valverde (ex-Haitong). Trata-se de uma empresa de consultoria financeira independente que atua em operações de M&A (fusões e aquisições) e operações de angariação de fundos.

Segundo confirmou ao Jornal Económico José Maria Ricciardi, que se diz “muito entusiasmado com o novo projeto profissional”,  a Optimal já está a desenvolver atividade em Portugal através da assessoria em operações de fusões e aquisições, consultadoria de negócios internacionais e nos mercados de capitais, e prepara-se para lançar dois fundos, dos quais ainda não são conhecidos detalhes.

Segundo o gestor, o grupo Optimal Investments através da sua participada Optime Investments – Sociedade de Capital de Risco, gere fundos de capital de risco e fundos de investimento alternativos especializados.

A Optimal Investments celebrou uma parceria com a Arcano Partners, grupo financeiro independente espanhol líder nos serviços financeiros de banca de investimento e consultoria. A Arcano Partners tem, por sua vez, uma importante parceria com o Banco de Investimento norte-americano Jefferies. Este banco de investimento, com sede em Nova Iorque, será parceiro (mas não sócia) da Optimal Investments, detida na totalidade por Jorge Tomé, Miguel Geraldes, Luís Tenente, José Maria Ricciardi e Rafael Valverde.

A Optimal Investments opera igualmente como interface entre as empresas e os bancos na estruturação de financiamentos junto à banca nacional e internacional.

Ao Eco José Maria Ricciardi diz que “as pessoas devem continuar a fazer o que sabem”, quando questionado sobre o regresso à atividade de banca de investimento.

José Maria Ricciardi será partner/accionista da Optimal Investments e junta-se a Jorge Tomé; Luís Paulo Tenente e Miguel Geraldes, notícia que o Jornal Económico confirmou e que foi inicialmente avançada pelo jornal Público.

O jornal dizia que o ex-presidente do BESI, José Maria Ricciardi, e o ex-administrador do BESI, Rafael Valverde juntam-se a Jorge Tomé, ex-presidente do Banif e da CaixaBI, ao ex-director da Euronext Lisboa, Miguel Geraldes, e o ex-administrador do Banif, Luís Paulo Tenente na sociedade Optimal Investments, prestadora de serviços financeiros.

José Maria Ricciardi regressa assim às actividades de banca de investimento, depois de sair no fim de 2016 do Haitong Bank, através da Optimal Investments,  que desenvolve as actividades de banca de investimento, designadamente operações de Fusões e Aquisições, consultadoria de negócios internacionais e nos mercados de capitais.

 

Recomendadas

Hélder Rosalino reconduzido no Banco de Portugal com efeitos retroativos a 2019

Hélder Rosalino tem menos de três anos pela frente na administração do Banco de Portugal porque o Governo reconduziu o ex-governante social democrata, mas com efeitos retroativos a setembro de 2019. O mandato dos administradores do banco central são de cinco anos.

Fitch admite que o malparado dos bancos portugueses vai aumentar em 2022

Rafael Quina antevê que o malparado decorrente de 18 meses de moratória se vai fazer sentir especialmente em 2022. O analista disse ainda que há espaço para aumentar a consolidação bancária o que “ajudaria a melhorar os modelos de negócio da banca portuguesa, no sentido de  aumentar a resiliência e a rentabilidade”. Mas ainda há barreiras a derrubar.

Banco CTT vai recolher e reciclar cartões de débito inutilizados através de envelope RSF

“O Banco CTT tem neste momento uma base com mais de 600 mil clientes, pelo que acreditamos que juntarmo-nos a este movimento terá um impacto a prazo relevante na fomentação de hábitos de sustentabilidade ecológicos”, afirma no comunicado Luís Pereira Coutinho, Presidente Executivo do Banco CTT.
Comentários