Premium“Os contabilistas não são meros instrumentos de cálculo”

O representante legal na Madeira dos Contabilistas Certificados quer reforço da profissão face à fiscalidade, alerta que a pandemia trouxe sobrecarga de tarefas sem que disso resultasse valor acrescentado, e pede uma maior aposta na formação.

O representante legal dos Contabilistas Certificados na Madeira, Sérgio Jesus, que apoia e integra a candidatura de José Araújo a bastonário da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), defendeu ao Económico Madeira que o papel desses profissionais é muito menosprezado em Portugal e também na região autónoma, considerando que essa falta de reconhecimento é um problema estrutural.

Nesse sentido, apela a que a classe seja respeitada pelo poder político, acrescentando que é igualmente importante o reconhecimento, por parte das empresas, do papel que os contabilistas podem ter no sucesso das organizações, em vez do seu atual afastamento dos centros de decisão.

Quanto ao programa eleitoral da lista à OCC que integra, Sérgio Jesus sublinha que assenta em cinco grandes pilares, que abrangem todo o território nacional, Madeira incluída, passando por reconhecimento, respeito, regulação, resiliência e reunião.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 4 de junho.

Recomendadas

PremiumAbreu Advogados envia ao Governo propostas para apoiar sector artístico

Entre as 40 propostas de medidas, no âmbito de um movimento de artistas, encontra-se o pedido de subsídio de alimentação e contrato de trabalho obrigatórios e a extinção dos recibos verdes.

PremiumEleven: Alta cozinha no Alto do Parque

Em 2021, o chef Joachim Koerper, que trabalha no restaurante Eleven desde a sua fundação, celebra 50 anos de carreira.

PremiumProibido entrar e sair da Área Metropolitana de Lisboa este fim de semana

Medida serve “para procurar conter aumento de incidência” na região. Proibição, que se prolonga até segunda-feira às 6h00, não impede circulação entre concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.
Comentários