Ouro sobe e ultrapassa 1.600 dólares por onça

“Tecnicamente, o ouro enfrenta uma resistência muito grande nos 1.600 dólares, nível que não alcançava desde março de 2013”, de acordo com um comentário de mercado da financeira britânica IG,

O ouro subia esta terça-feira para 1.601,03 dólares por onça, um aumento de 19,90 dólares (1,26%), sendo procurado como valor de refúgio para os investidores. Às 17:45 (hora de Lisboa), a cotação da onça de ouro atingia 1.601,03 dólares.

“Tecnicamente, o ouro enfrenta uma resistência muito grande nos 1.600 dólares, nível que não alcançava desde março de 2013”, de acordo com um comentário de mercado da financeira britânica IG, citada pela agência Efe.

O ouro tem sido utilizado como ativo de refúgio numa altura de incerteza económica, estando atualmente essa incerteza associada à epidemia causada pelo novo coronavírus, que surgiu em finais de dezembro na China.

Recomendadas

Vendas dos lojistas com quebras de 37% face a 2019. Em Lisboa, a redução é superior a 40%

Por sector de atividade, a restauração continua a ser o setor mais afetado, com a descida das vendas a registar 49,1%, o sector de retalho 34,3% e o sector de serviços 38,5%.

DBRS prevê deterioração dos ativos da banca portuguesa em 2021

A agência DBRS prevê uma deterioração “mais pronunciada” da qualidade dos ativos da banca portuguesa em 2021, dada a flexibilização das moratórias, dos empréstimos com garantia do Estado e de outros apoios públicos relacionados com a pandemia.

Espanha prepara apoio extraordinário a quem já esgotou subsídio de desemprego

O Governo e os parceiros sociais espanhóis negociam um subsídio especial de 430 euros para quem esgote os apoios a que tem direito, bem como uma nova fórmula de cálculo para trabalhadores em layoff de trabalhos part-time
Comentários