PAN entrega listas de candidatos a deputados no Palácio da Justiça

O atual deputado do PAN, André Silva, volta a ser cabeça de lista do PAN por Lisboa e o objetivo é eleger uma bancada parlamentar que reforce o trabalho que tem vindo a ser feito.

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) vai entregar as listas de candidatos a deputados pelo círculo eleitoral de Lisboa, no Palácio da Justiça, na próxima quarta-feira, dia 14 de agosto. O atual deputado do PAN, André Silva, volta a ser cabeça de lista do PAN por Lisboa e o objetivo é eleger uma bancada parlamentar que reforce o trabalho que tem vindo a ser feito.

“Nesta legislatura, o PAN conseguiu afirmar-se pelos valores que defende e por ter contribuído significativamente para avanços legislativos em áreas que até agora pouco ou nada tinham sido trazidas a debate. O nosso objetivo é garantir a eleição de um grupo parlamentar e reforçar, assim, o trabalho que desenvolvemos nestes 4 anos”, afirma André Silva.

Em Lisboa, a lista liderada por André Silva, traz a jurista Inês de Sousa Real, de 38 anos, que foi provedora dos Animais de Lisboa e candidata do PAN à Câmara Municipal de Lisboa, como número dois. Seguem-se o programador informático Nelson Silva, com 34 anos, a assessora administrativa principal do PAN Sandra Marques, de 35 anos, e Pedro Silva, de 51 anos, que, se for eleito, será o primeiro deputado surdo da Assembleia da República.

A fechar a lista por Lisboa estão ainda a atriz Sandra Cóias, que ocupa o 11.º lugar da lista, bem como João Paulo Oliveira e Costa, professor Catedrático e Diretor do Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar (CHAM) e a escritora Manuela Gonzaga.

As listas do PAN são constituídas por 129 homens e 164 mulheres, cujas idades variam entre os 20 e os 67 anos. Nas listas há novos nomes, mas também caras já conhecidas do grande público, sendo estas compostas por profissionais das mais diversas áreas, nomeadamente justiça, ambiente, ensino, economia e gestão, saúde ou proteção animal.

Recomendadas

Plano de Recuperação: Costa e von der Leyen dizem que é preciso “responsabilidade”

António Costa e Ursula von der Leyen alertaram para os desafios decorrentes da pandemia e sublinham a importância do Plano de Recuperação para Portugal.

Costa avisa: “Haver uma crise política era absolutamente insano e injustificado”

O primeiro-ministro garante que o Executivo está a preparar o Orçamento do Estado para 2021 com “tranquilidade” e assegura que as negociações com os parceiros têm registado avanços.

Chega quer expulsar autor de moção pela remoção de ovários a mulheres

A direção do Chega vai propor a “suspensão imediata” do militante Rui Roque que defendia a extração dos ovários numa moção de estratégia que foi rejeitada em congresso, informou hoje o partido.
Comentários