Passar férias e ‘desligar’ do trabalho? Estas são as cidades favoritas dos portugueses

Para fazer férias e ir à praia, os concelhos do sul de Portugal parecem reunir a preferência dos mais de mil portugueses que participaram no estudo. Mas nem sempre o concelho preferido para fazer férias é o mais recomendado para tal. Já para ir à praia, a conversa é outra.

Muitos portugueses esperam pelos meses de julho e de agosto para irem de férias durante o verão. A escolha do sítio nem sempre é pacífica, especialmente se vai num grupo. Para ajudar nesta decisão, a “Escolha do Consumidor”, num estudo online intitulado “Portugal à Escolha do Consumidor”, perguntou a mais de mil portugueses quais são os melhores concelhos em Portugal para ir de férias. Os portugueses elegem o sul do país para fazerem férias.

De acordo com o estudo, 18,8% dos inquiridos consideram Portimão como o melhor concelho para fazer férias. A fechar os cinco concelhos preferidos, 15,7% dos portugueses elegem Faro enquanto 9,3% preferem Ponta Delgada, seguindo-se Funchal (6,4%) e Loulé (4,4%).

Em relação aos três concelhos preferidos para passar férias, os critérios que presidiram à preferência dos portugueses, embora idênticos, têm importância diferente consoante o concelho. Assim, é a quantidade da oferta turística presente em Portimão que tem mais importância enquanto em Faro, tanto a quantidade como a qualidade da oferta turística têm uma relevância similar. Já em Ponta Delgada, a qualidade da oferta surge como o critério mais importante.

Qual é o destino preferido para “desligar” do trabalho?

Curiosamente, apesar de Portimão ser o preferido dos portugueses para passar férias, não é o concelho mais recomendado pelos portugueses para se “desligarem” do trabalho. Ponta Delgada, nos Açores, tem o NPS (da sigla em inglês, “net promoter score”) mais alto, sendo o concelho mais recomendado pelos portugueses para se fazer férias. Em segundo lugar, aparece o Funchal, da Madeira, seguindo-se os concelhos do sul de Portugal continental, Loulé, Portimão e Faro.

Segundo o estudo “sem surpresas então, Ponta Delgada e Funchal surgem no topo das recomendações para fazer férias – ambos os concelhos com NPS acima dos 40 [pontos]m, seguidos de perto pelo concelho de Portimão, ligeiramente abaixo dos 37 [pontos].

E para fazer praia?

O verão em Portugal também é sinónimo de praia. O estudo demonstra que as praias do sul do país são as preferidas dos portugueses. Portimão surge novamente como o concelho preferido para fazer praia, com 22,1% dos internautas a escolherem este concelho. As preferências abarcaram ainda, pela seguinte ordem, Faro, Figueira da Foz, Setúbal e Loulé.

No que diz respeito a fazer praia, a preferência pelos concelhos no sul do país não deixam dúvidas, uma vez que são também os concelhos mais recomendados pelos portugueses. Portimão surge como o concelho com um NPS mais alto, seguindo-se Loulé e Faro, nas segunda e terceira posições, respetivamente. A fechar o top cinco, Setúbal é o quarto mais recomendado para uns banhos de mar seguido pela Figueira da Foz.

 

Ler mais
Relacionadas

Os melhores concelhos do país: Carreira é em Lisboa, vida tranquila em Viseu

Qual é o melhor concelho em Portugal? Depende. Um inquérito online revela que os portugueses veem Lisboa como o melhor concelho para trabalhar, Viseu para viver e comprar casa e Porto para apreciar a gastronomia.
Recomendadas

Orçamento de Natal: Não perca as contas às compras

São muitos os consumidores que na azáfama das compras acabam por perder a perceção ao que efetivamente podem gastar, só percebendo mais tarde, do verdadeiro impacto destes gastos no orçamento familiar.

Devo utilizar crédito para fazer compras de natal?

É fácil comprar usando o cartão de crédito ou contratando um crédito. No caso do empréstimo pessoal, este crédito é chamado de fácil aprovação, mas não é barato. As letras miudinhas, pouco claras, desincentivam a leitura dos contratos e dificultam (muito!) a explicação dos encargos elevados que terá de pagar. As palavras “custos” e “juros” estão sempre presentes, pelo que o consumidor deve pensar duas vezes antes de usar o cartão ou o crédito pessoal para fazer as compras de Natal.

Salários até aos 686 euros ficam isentos de IRS em 2021

Retenção de IRS começa para quem ganha mais de 686 euros. Alívio no imposto do próximo ano que reflete a redução as taxas de retenção na fonte do IRS no início de 2021. Medida abrange dois milhões de contribuintes e contempla uma redução média (e progressiva) de 2% nas retenções. Trabalhadores dependentes já podem calcular quanto irão descontar todos os meses.
Comentários