Passive House: As casas que consomem menos energia em Portugal

As casas mais eficientes a nível energético em Portugal consomem apenas 4000 kWh anuais, o que resulta numa poupança de 75% de energia.

Chegaram a Portugal em 2013 e já conseguiram sensibilizar sobretudo projectistas (arquitectos e engenheiros), tendo já mais de 50 projectistas Passive House certificados (Certified Passive House Designers) no nosso país. No entanto, promotores e investidores particulares também já se renderam a este conceito de construção sustentável, que gera reduções das necessidades de energia para aquecimento e arrefecimento das casas, na ordem dos 75%.

A Passive House é um conceito construtivo que define um padrão que é, eficiente sob o ponto de vista energético, confortável, economicamente acessível e ecológico. Trata-se de uma norma que assenta no desempenho dos edifícios e que obriga ao cumprimento de requisitos muito objetivos. João Marcelino e João Gavião são os responsáveis pela Homegrid e Associação Passivhaus Portugal e por trazerem o conceito para o nosso país.

A 6ª Conferência Passivhaus Portugal 2018 vai decorrer este mês, nos dias 28 e 29 de novembro, no Centro Cultural e de Congressos de Aveiro. João Gavião indica que há uma consciencialização crescente relativamente a estes aspetos da eficiência. Mas mais do que propriamente a eficiência energética e hídrica, a grande preocupação de quem procura a Passive House como solução é a necessidade de assegurar ambientes construídos confortáveis e que contribuam para o bem estar das pessoas. “Há casos de consumos totais de energia final de cerca de 4000 kWh anuais, o que para uma habitação com mais de 200 metros quadrados é um consumo extremamente reduzido. E a esta baixa necessidade de energia é conseguida com elevados níveis de conforto, temperaturas mínimas de 20°C e máximas de 25°C, e de qualidade do ar interior”, explica.

Neste momento, existem seis Passive Houses certificadas, estando em desenvolvimento algumas dezenas. Dos projectos mais recentes destaque para o primeiro escritório Passive House, concluído muito recentemente e desenvolvido pela Homegrid.

Recomendadas

“Literacia financeira é uma componente estratégica da supervisão comportamental”, defende BdP

As associações do sector financeiro têm tido um papel fundamental na promoção de iniciativas de formação

“É urgente que comece a chegar dinheiro às empresas”, apela Câmara do Comércio da Angra do Heroísmo

A exportação pode ser um dos caminhos para as empresas resolverem problemas estruturais, como a descapitalização e a pouca liquidez, defende presidente da CCAH.

Inovação tecnológica alavanca novos conceitos de medicina

Inovação tecnológica permitiu aumentar esperança média de vida em 20 anos. Big Data e 5G vão criar novos conceitos de medicina. Centro de simulação médica é aposta de futuro.
Comentários