Patentes. As 20 empresas e universidades mais inovadoras dos últimos cinco anos

A consultora octogenária Gastão da Cunha Ferreira criou em 2014 um índice que mede a atividade de patenteamento internacional de invenções de origem portuguesa – o IGCF – e no ano passado foi a Bosch que subiu ao lugar mais alto do pódio.

A Bosch, a Veniam e a Hovione são as três empresas que acumulam o maior número de publicações de patentes em Portugal e, como tal, consideradas as mais inovadoras, segundo o ranking de 2020 da consultora em Propriedade Industrial (PI) Gastão da Cunha Ferreira.

A firma octogenária criou em 2014 um índice que mede a atividade de patenteamento internacional de invenções de origem portuguesa – o IGCF (Indicador Gastão da Cunha Ferreira) – e no ano passado foi a Bosch que subiu ao lugar mais alto do pódio, retirando o trono à Bial e a Hovione, que nos últimos anos têm estado na pole position e disputado a liderança.

A dona da Tabaqueira surge pela primeira vez na tabela, ocupando o 10º lugar, por gerado uma média de 20 publicações anuais nos últimos três anos.

Do lado da academia, destacam-se Porto, Minho e Coimbra. “A Universidade do Porto e a Universidade do Minho disputam os lugares cimeiros, fruto da promoção de numerosas operações de transferência de tecnologia que ambas levam a cabo. Em terceiro lugar encontra-se a Universidade de Coimbra. A Universidade de Lisboa sobe uma posição relativamente ao IGCF 2019 e a Universidade de Aveiro desce duas posições. O mesmo acontece com a Universidade de Évora, que passou da 8.ª para a 10.ª posição no ranking. A Universidade de Aveiro e a Universidade da Beira interior sobem, cada uma, uma posição, tal como a Universidade Nova de Lisboa”, sintetiza o consultor Eduardo Cruz.

“As patentes protegem a inovação. Assim, o investimento em patentes reflete o empenho da empresa em inovar”

Patenteamento internacional com origem portuguesa nos últimos 5 anos

Empresa20162017201820192020Total
Bosch 15226635108246
Veniam378745220227
Hovione4452624035223
Novadelta3121496456221
Bial5633274521182
Tecnimede174817923114
INESC41317282789
INL12825152282
Biosurfit9241718977
Philip Morris10516232276

 

Universidade20162017201820192020Total
Universidade do Porto (1)3138475250218
Universidade do Minho3414313558172
Universidade de Coimbra (2)1914363532136
Instituto Superior Técnico2015162230103
Universidade de Lisboa (3)81223202790
Universidade Nova de Lisboa (4)161414112277
Universidade de Aveiro91415181874
Universidade da Beira Interior1 —-681227
Universidade Católica1337620
Universidade de Évora4254318

(1) Inclui Instituto de Patologia e Imunologia Molecular

(2) Inclui Centro de Neurociências e Biologia Celular

(3) Inclui Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes

(4) Inclui Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier

Ler mais
Recomendadas

PremiumTK Elevator sucede a ThyssenKrupp com 400 profissionais em Portugal

Independente desde 31 de julho de 2020, a empresa conta com uma carteira de 1,4 milhões de elevadores e escadas mecânicas no mercado nacional. Ricardo Malheiro, CEO da TK Elevator, explica ao JE o impacto da pandemia na atividade da empresa.

Depois da polémica com barragens, Governo anuncia investimentos de 90 milhões em Trás-os-Montes

O ministro do Ambiente anunciou investimentos – financiados pelo Orçamento do Estado, fundos europeus e Fundo Ambiental – para os 10 municípios transmontanos onde ficam localizadas as barragens vendidas pela EDP a um consórcio francês. Movimento Terras de Miranda tem exigido o pagamento de 110 milhões de euros em imposto de selo por esta transação no valor de 2,2 mil milhões de euros.
Supremo Tribunal de Justiça

Supremo indemniza maquinista da MTS despedido após levar filha na cabina

Relação de Lisboa já tinha defendido que responsabilidades parentais do trabalhador divorciado se sobrepunham aos direitos da concessionária do metro de superfície em Almada e no Seixal. Segue-se cálculo do valor a pagar a quem foi despedido por nove faltas consideradas injustificadas.
Comentários