Patrão da indústria do calçado diz que faltam 2.000 trabalhadores no setor

Presidente da Associação Portuguesa da Indústria do Calçado, Componentes, Artigos de Pele Sucedâneos (APICCAPS) afirma, em entrevista ao “Jornal de Negócios”, que esta necessidade se sente em todas as áreas da indústria do calçado, curtumes e empresas em atividades adjacentes.

O presidente da Associação Portuguesa da Indústria do Calçado, Componentes, Artigos de Pele Sucedâneos (APICCAPS) afirma, em entrevista ao “Jornal de Negócios” que a indústria do calçado necessita de, pelo menos, mais 2.000 trabalhadores.

Luís Onofre diz que “a indústria portuguesa não produz mais porque não há mão de obra qualificada que seja suficiente para as encomendas que temos”, estendendo-se esta carestia a todas as áreas da indústria do calçado, curtumes e empresas em atividades adjacentes.

O presidente da APICCAPS revela insatisfação com o aumento de 2,8% das exportações no ano passado, face a 2016, apesar de representarem um novo recorde, em volume.

Na entrevista ao “Jornal de Negócios”, Luís Onofre diz que o setor foi prejudicado por questões relacionadas com mercados específicos – como o Brexit no Reino Unido – e, também, pela meteorologia. Diz que o inverno foi “desastroso” e aponta que a indústria devia ser considerada como a agricultura, por causa da influência do tempo na atividade.

Relacionadas

Calçado português: uma história de sucesso em 152 países

Este mês há uma nova promoção em Milão, Las Vegas, Londres e Paris.

Calçado: Investimento de 6 milhões de euros para dar “salto qualitativo” na internacionalização

Projeto é cofinanciado pelo Programa Compete 2020, e envolve investimento elegível de 5,9 milhões de euros.

Calçado português prepara-se para conquistar os EUA em 2018

Em 2018, a campanha de promoção do calçado português terá sete protagonistas e assumirá uma linguagem mais jovem, orientada para novos consumidores e mercados.
Recomendadas

Alívio do IRS é única promessa feita por todos

Todos os partidos defendem menos IRS para rendimentos médios e baixos. Noutros impostos há reduções para todos os gostos e más notícias paraos mais ricos. Mas esquerda e direita chegam a ter propostas semelhantes.

PremiumFisco avança com execuções a 500 advogados com dívidas à Ordem

Advogados que tenham quotas em atraso e não pagarem voluntariamente podem ser alvo de ações executivas. Já foram formalizadas 500 execuções fiscais junto da AT nas duas mil interpelações feitas pela Ordem.

Investimento chinês captado por vistos gold cai 16% até agosto e o de origem brasileira sobe 41%

O investimento por via de Autorizações de Residência para Atividade de Investimento subiu 80,6% em agosto, face a igual período de 2018, para 82,5 milhões de euros.
Comentários