Pedro Calado quer dinamizar Cultura no Funchal

No próximo ano, quer lançar um “projeto arrojado, em termos culturais”.  Aproveitando a geminação do Funchal com 16 cidades do Mundo, pretende realizar a Bienal Internacional de Arte do Funchal com o objetivo de divulgar a arte e os artistas regionais, nacionais e internacionais.

O futuro presidente da Câmara Municipal do Funchal prosseguiu as visitas aos diversos serviços municipais de modo a inteira-se do funcionamento dos mesmos antes da tomada de posse marcada para 20 de Outubro às 17h30, desta vez, assumindo a Cultura como uma das áreas que quer dinamizar.

Um périplo que incluiu o Teatro Municipal do Funchal Baltazar Dias, onde passou por todos os departamentos, e ficou a conhecer o trabalho que é produzido neste espaço, monumento centenário de elevado valor arquitetónico, localizado bem no centro do Funchal.

Pedro Calado – que já assumiu que vai  ficar com o pelouro da cultura, além do desporto e da juventude – garante que uma das medidas do programa para área da cultura incide no reforço dos apoios às entidades e associações, para que possam prosseguir o seu trabalho.

No programa apresentado à população, o próximo presidente do município, eleito pela coligação PSD/CDS, garante que vai continuar a privilegiar o diálogo constante com as instituições no sentido de estabelecer parcerias na organização de atividades culturais, quer sejam exposições, espetáculos musicais e outras.

Defende igualmente a continuidade de eventos, entretanto criados e que se têm afirmado em algumas freguesias do concelho. Pedro Calado aposta na realização de eventos que permitam promover jovens artistas.

No próximo ano, quer lançar um “projeto arrojado, em termos culturais”.  Aproveitando a geminação do Funchal com 16 cidades do Mundo, pretende realizar a Bienal Internacional de Arte do Funchal com o objetivo de divulgar a arte e os artistas regionais, nacionais e internacionais.

Recomendadas
Pedro Calado

Pedro Calado participa em corrida em prol dos direitos das crianças

O sociólogo e atleta português João Félix já realizou várias corridas este ano por todo o país com o intuito de sensibilizar para os direitos das crianças.

Madeira: Câmara da Ponta do Sol aprova Orçamento para 2022 de 7,5 milhões de euros

Após ser aprovado com maioria em reunião de Câmara, com votos favoráveis do PS e abstenção do PSD, o documento segue agora para votação na Assembleia Municipal, a realizar- se no dia 9 de dezembro. 

Idade da reforma poderá baixar para 66 anos em 2024

Aumento da mortalidade provocado pela pandemia de Covid-19 está a reduzir a esperança média de vida em Portugal, pelo que a idade média da reforma vai baixar para 66 anos e quatro meses em 2023. No ano seguinte, em 2024, deverá baixar ainda mais, para 66 anos, interrompendo uma trajetória de subida que se verificava desde 2014.
Comentários