Pokémon comemora 25 anos em alta com ajuda da pandemia

O vídeojogo Pokémon, uma das franquias globais mais bem sucedidas, assinala hoje 25 anos da estreia no Japão, agora reforçado pela pandemia da covid-19 que tem impulsionado o entretenimento digital.

Mark Kauzlarich/Reuters

Neste mesmo dia, em 1996, os títulos originais da franquia, “Pokémon Red” e “Pokémon Green”, foram lançados no Japão para o não menos revolucionário Game Boy da Nintendo, no qual o jogador desempenhava o papel de um rapaz que sonha apanhar todos os “Pocket Monsters”, ou na abreviatura, pokémon.

Um quarto de século mais tarde, esses títulos e 150 criaturas evoluíram, em formato e género, para a publicação de dezenas de jogos que venderam mais de 368 milhões de cópias, com mais de 800 pokémon para descobrir, catalogar e reproduzir.

Mais de 22 mil milhões de cartões colecionáveis distribuídos em 77 países ou uma série animada com mais de mil episódios em 23 épocas, licenciada em 176 países, são outros marcos importantes.

Há cinco anos, a chegada aos telemóveis do Pokémon GO, com mais de mil milhões de ‘downloads’, acabou por transformar um fenómeno já global, que soube adaptar-se a novos públicos e também cativar a maioria dos adultos, pelo menos até à chegada da pandemia da covid-19.

“Vamos continuar a oferecer novas e inovadoras formas de experimentar o mundo do Pokémon durante os próximos 25 anos”, disse o diretor de marketing Peter Murphy da divisão internacional da The Pokémon Company, a empresa criada especificamente para gerir a franquia multimilionária, à agência de notícias espanhola EFE por ocasião do aniversário.

Para 2022, a empresa anunciou o lançamento de um novo jogo Nintendo Switch, “Pokémon Legends: Arceus”, no qual os jogadores terão de construir a primeira base de dados Pokémon (Pokédex) para uma das regiões da série, Sinnoh, apresentado pela primeira vez em 2006.

Estes títulos foram completamente refeitos em “Pokémon Shiny Diamond” e “Pokémon Shimmering Pearl” e serão lançados no final deste ano.

O anúncio foi feito numa das habituais apresentações de vídeo da empresa, cuja emissão coincidiu com as 00:00 no Japão (15:00 de sexta-feira em Lisboa).

As comemorações do 25.º aniversário viraram-se para o formato digital e uma série de atuações musicais, no âmbito do projecto P25 Music, que decorrerá durante um ano e começará nas próximas horas com um concerto gratuito do ‘rapper’ norte-americano Post Malone.

A iniciativa é patrocinada pela cantora norte-americana Katy Perry, fã da franquia.

“Pokémon tem sido uma constante na minha vida, desde jogar os jogos de vídeo originais no meu Game Boy até trocar cartões Pokémon TCG durante o recreio para aventuras de apanhar Pokémon na rua com Pokémon GO”, disse a artista.

Ler mais
Recomendadas

PremiumLuís Aguiar-Conraria: “Faz-me impressão que nem se considere baixar impostos” como combate à crise

Ao compilar mais de 15 anos de crónicas sobre a vida económica e política de um país, o resultado será, invariavelmente, um retrato aproximado da última década e meia da atualidade nacional.

PremiumRelógios: Tentações fortes para 2021

A pandemia chegou, sem aviso prévio, e provou que não há certezas, mesmo no mundo das horas certas. A indústria suíça confronta-se assim com vários dilemas, sendo este um dos maiores: há necessidade de feiras, num mundo cada vez mais digital?

PremiumLuís Aguiar-Conraria: “Se pensássemos mais racionalmente, talvez todos ganhássemos com isso”

Depois de “Crise e Castigo”, o economista e professor na Universidade do Minho Luís Aguiar-Conraria lança um novo livro, desta feita uma coletânea de crónicas e textos escritos ao longo dos últimos 16 anos. O JE falou com o autor sobre a obra e a atualidade nacional, que foi servindo de inspiração semanal ao longo destes anos.
Comentários