Políticos ganharam mais de 1,2 milhões de euros em 2018 como comentadores

Dois dos comentadores mais bem pagos na televisão são Marques Mendes e Paulo Portas. Na SIC, o antigo presidente do PSD ganha cerca de 7.500 euros brutos por mês, 85 euros por cada minuto. Na TVI, o antigo presidente do CDS ganha 7.200 euros por mês, 118 euros por cada minuto, avança a revista Sábado.

Paulo Portas

Mais de 70 políticos e ex-políticos receberam acima de 1,2 milhões de euros no ano de 2018, como comentadores nas televisões, rádios e jornais, segundo contas feitas pela revista Sábado.

Dois dos comentadores mais bem pagos são Marques Mendes e Paulo Portas. Na SIC, o antigo presidente do PSD ganha cerca de 7.500 euros brutos por mês, 85 euros por cada minuto falado, com 22 minutos todos os domingos. Na TVI, o antigo presidente do CDS ganha 7.200 euros por mês, 118 euros por cada minuto, 15,30 minutos em média todos os domingos.

Só a Quadratura do Círculo na SIC Notícias, que foi cancelada em janeiro, custava por ano 400 mil euros, com cada um dos participantes a custar mais de 7.500 euros por mês: José Pacheco Pereira, Jorge Coelho e               António Lobo Xavier. Na TVI, para onde transitou este programa, o valor não é muito inferior, avança a Sábado.

A lista de políticos comentadores continua: Francisco Louçã, ex-coordenador do Bloco de Esquerda, ganha 2.500 euros por mês como comentador da SIC. Paulo Rangel, eurodeputado do PSD, ganha entre mil a 5 mil euros por mês com a Renascença e a TVI.

António Leitão Amaro, deputado do PSD; recebe 1.500 euros por mês pelos comentários na SIC Notícias, e Marco António Costa (PSD) recebe 1.500 euros por mês para comentar também na SIC Notícias.

O autarca de Lisboa Fernando Medina declarou 40.680 euros em 2017 só de rendimentos nos comentários na comunicação social, que têm lugar na TVI e uma coluna (já extinta) no Correio da Manhã. Por sua vez, Ana Catarina Mendes, número dois da direção do PS, chegou a receber 400 euros por programa na TVI.

Outros políticos não revelaram quanto recebem pelos seus comentários, como Assunção Cristas (CDS), João Ferreira (PCP) Adolfo Mesquita Nunes (CDS) e Manuela Ferreira Leite (PCP).

Já Mariana Mortágua entrega ao Bloco de Esquerda os 1.500 euros mensais que ganha na SIC Notícias, depois de liquidar o IVA. Marisa Matias, também do Bloco, declarou que não é remunerada pela sua participação nos programas da TVI.

O Presidente da República que foi comentador televisivo durante muitos anos, chegou a receber 10 mil euros por mês na TVI, segundo o Correio da Manhã.

Ler mais

Recomendadas

5G: Começou hoje a segunda fase da migração das frequências da TDT

A segunda fase da alteração da rede de emissores da televisão digital terrestre (TDT) arrancou esta segunda-feira, 24 de fevereiro, em Vila Nova de São Bento, no concelho de Serpa, um passo essencial para a implementação da quinta geração móvel (5G).

EUA: coronavírus não prejudica, por enquanto, a ‘phase 1’ do acordo comercial com a China

O secretário do tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, reconhece que o coronavírus pode atrasar o início das negociações sobre o aprofundamento do acordo comercial com Pequim, mas garantiu não estar preocupado com esse cenário.
catarina_martins_bloco_esquerda_legislativas_1

BE quer subsídio de alimentação da Função Pública como referência para o setor privado

A medida consta de um projeto de lei apresentado pelos bloquistas, que visa que o subsídio diário de alimentação dos trabalhadores do setor privado não seja inferior ao que definido para os trabalhadores da Administração Pública.
Comentários