PremiumPor trás dos números – Os ‘Midas’ e a arte de bem investir

Foi a paixão pelos números que os levou a querer perceber o que explica as oscilações das ações. Habituados a lidar com a alta pressão, os analistas de mercados são inundados por avalanchas de dados financeiros, que analisam para acautelar e valorizar os investimentos dos clientes. Consideram que há excesso de regulação e que a tecnologia prejudicou os pequenos investidores.

Aos nove anos de idade, Pedro Lino já vestia a pele de um gestor de ativos. Num caderno, apontava a evolução das ações das empresas em que a mãe e a tia tinham investido. “Fazia os cálculos e transmitia se estavam a ganhar ou a perder”, contou o analista da Dif Broker. “Esse exercício levou à paixão pelos mercados financeiros e por perceber os movimentos que lhes estavam subjacentes”. Seis anos mais tarde, nos intervalos da escola, lia a evolução das cotações no extinto “Diário Económico” e, “ingenuamente”, começou a calcular o valor que teria acumulado ao fim de dez anos de investimento, com um retorno diário de 1%. “Segundo a minha folha de cálculo em lotus123, não precisaria de trabalhar para terceiros e isso condicionou a forma como via o emprego”, afirmou.

Diferente da adrenalina de acertar num número na roleta do casino, investir em ações obriga a um estudo cuidado sobre que títulos comprar com o objetivo de gerar retornos antecipados. É a realização de mais-valias que comprova a mestria com que os analistas interpretam os dados financeiros que estudam para aconselhar os seus clientes. Foi assim que João Pisco, Head of Bankinter Research Portugal, ainda na faculdade, percebeu que tinha veia de investidor.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumComic Con Portugal. Personagens da cultura pop voltam a sair do papel

Depois de receber mais de 108 mil visitantes em 2018, a Comic Con Portugal volta na quinta-feira ao Passeio Marítimo de Algés cheia de surpresas. Música, cinema e concursos de fatos constam do programa de um evento que contará, entre outros, com a ‘Eleven’ da série “Stranger Things”.

PremiumIdan Ofer. Magnata israelita pôs o Famalicão à frente da Liga

Desafiado por Jorge Mendes a investir no futebol nacional, o acionista do Atlético Madrid comprou a sociedade anónima desportiva do Famalicão, apostou na subida de divisão e, concretizado esse passo, encheu o plantel com jovens emprestados por gigantes europeus ligados ao superagente. Chega à quarta jornada da Liga NOS empatado com o Sporting na liderança.

PremiumSoft Sponsoring. Publicidade escondida com o carro de fora

Dezenas de marcas de automóveis estão a apostar numa estratégia de marketing dirigida à mente dos consumidores quando estão atentos ao que se passa no pequeno ecrã. É uma publicidade visível, mas que passa despercebida porque os produtos exibidos se confundem com os protagonistas das telenovelas ou dos programas de entretenimento.
Comentários