Porsche nazi de 18 milhões de euros não é, na verdade, um Porsche

O Type 64 é um antecessor direto da família Porsche que chegou mais tarde e misturou a herança tradicional, desclassificando-o como original, garante o avaliador e engenheiro mecânico, Andy Prill.

Sotheby’s

A venda de um Porsche pela leiloeira Sotheby’s pode ser a venda mais controversa do ano. Em causa está o Porsche Type 64, que data de 1939, e cujo valor pode render 20 milhões de dólares (18 milhões de euros) ao terceiro dono do automóvel que o detém há mais de 46 anos.

No entanto, o preço não parece ser o problema. O leiloeira garante que este é um valor ‘tímido’, em relação ao preço de 48,4 milhões de dólares (43,6 milhões de euros) do Ferrari 250 GTO de 1962, ou do Aston Martin DP215 de 1963 que foi vendido por 21,45 milhões de dólares (19,32 milhões de euros) no ano passado.

Criado pelo mesmo designer do tempo nazi, Ferdinand Porsche, e o facto de se assemelhar a uma máquina de extra-terrestres não é impedimento para a compra.

O que parece estar em causa, segundo a Bloomberg, é o facto de o Porsche Type 64 poder não ser um Porsche de todo.”Não é”, revelou Andy Prill, engenheiro mecânico e dono da ‘Prill Porsche Clássicos’ em Inglaterra. “Esta é uma das coisas que eu me esforcei em apontar para as pessoas”, esclarece.

O engenheiro mecânico conduziu a inspeção de pré-venda e compilou a avaliação num documento com 53 páginas. A sua opinião profissional? O Type 64 é um antecessor direto da família Porsche que chegou mais tarde e misturou a herança tradicional, desclassificando-o como original.

No site de mostra, identifica o veículo como o lote número 362, e assume ainda que é “a primeira e última lembrança de três exemplos que se consideram completos”. Foi detido pessoalmente pelo próprio criador, Ferdinand Porsche que o utilizou diariamente antes do início da Segunda Guerra Mundial. Foi ainda conduzido pelo filho, Ferry Porsche.

Piloto profissional, Otto Mathé, foi o terceiro dono oficial deste Type 64 durante 46 anos, até à sua morte em 1995. Antes de estar para venda em leilão, pertenceu ao seu filho.

Ler mais
Recomendadas

Procura por carros elétricos no Standvirtual cresce mais de 30% no primeiro semestre

Número de anúncios novos de carros elétricos na plataforma de compra e venda de veículos aumentou em mais de um terço, mas representam menos de 1% dos automóveis colocados à venda. Anúncios de carros a ‘diesel’ dominam.

Nova ‘bomba’ da Bugatti custa oito milhões de euros, mas já está esgotada

O Bugatti Centodieci pode estar limitado a atingir os 380 quilómetros por hora, mas debita uma potência total de 1.600 cavalos às sete mil rotações por minuto. As 10 unidades disponibilizadas já se encontram esgotadas.

Leilão de Porsche nazi fecha em 7 minutos. Erro da Sotheby’s leva a que Type 64 não seja vendido

A licitação deveria ter sido iniciada nos 13 milhões de dólares, mas holandês enganou-se e começou nos 30 milhões de dólares. Atingiu os 70 milhões mas ninguém o quis. Veja o erro que não levou à venda do primeiro apelidado Porsche.
Comentários