Porsche quer SIVA a crescer para 30 mil carros vendidos por ano “a médio prazo”

“Estamos muito orgulhosos por conseguirmos concluir esta operação”, que ficou fechada a 15 de outubro, revelou em conferência de imprensa Hans Peter Schützinger, CEO da Porsche Holding Salzburg.

A Porsche Holding Salzburg (PHS) quer que a SIVA cresça para os 30 mil carros vendidos anualmente “a médio prazo”, divulgou hoje o diretor Hans Peter Schützinger, revelando ainda que a compra do grupo português foi finalizada na terça-feira.

Numa conferência de imprensa de apresentação da equipa da PHS, nova dona da importadora do grupo Volkswagen em Portugal, a SIVA, o diretor da empresa austríaca garantiu ainda que vai manter os 650 trabalhadores em Portugal.

“Depois de uma longa negociação de quase dois anos, que levou a uma grande incerteza, é com grande orgulho que afirmamos que fechámos esta aquisição. Os últimos meses foram um desafio. Encaramos esta tarefa como otimismo”, afirmou o diretor da PHS, acrescentando que o “objetivo de médio prazo” é atingir a venda de 30 mil carros por ano.

Pedro de Almeida, da SIVA, reiterou a ideia de Hans Peter Schützinger, referindo que os 30 mil carros por ano que a SIVA pretende vender anualmente são “o volume natural que as marcas merecem”.

Recomendadas

Infraestruturas de Portugal lança concurso público para requalificação do Túnel do Grilo

A verba estimada para esta obra é de 10 milhões de euros, que será destinada para a requalificação da infraestrutura e dos sistemas de segurança do Túnel do Grilo, localizado no lanço Olival de Basto / Sacavém do IC17 – CRIL, em Lisboa.

Tobias C. Pross é o novo CEO da Allianz Global Investors

Tobias C. Pross era até então diretor global de distribuição e trabalha há mais de 20 anos no grupo. Deborah Zurkow sobe a diretora global de investimentos, cargo até então exercido também por Andreas Utermann.

Novo crédito à habitação em setembro soma 915 milhões de euros, diz Banco de Portugal

Em setembro os volumes de novas operações para habitação, consumo e outros fins totalizaram 915, 462 e 284 milhões de euros, respetivamente, avança ao Banco de Portugal.
Comentários