Porto de Sines entre os maiores da União Europeia

Os portos de Roterdão (Holanda), de Antuérpia (Bélgica) e Hamburgo (Alemanha) lideram o ranking dos maiores portos europeus.

O Porto de Sines é o 20º maior da União Europeia (UE) em peso bruto de mercadorias movimentadas. Aquele que é o primeiro maior porto artificial de Portugal e de águas profundas movimentou 46,473 milhões de toneladas em 2017, posicionando-se numa tabela liderada pelos portos de Roterdão (Holanda), de Antuérpia (Bélgica) e Hamburgo (Alemanha), a tripla da costa do Mar do Norte que faz o pódio em termos de peso bruto das mercadorias como em volume de contentores.

Os números, divulgados esta quinta-feira pelo Eurostat, mostram que o porto nacional contribuiu para os 3.961,164 milhões de toneladas de mercadorias movimentadas pelos portos da União Europeia. Ainda assim, o Porto de Sines viu essa quantidade cair cerca de dois milhões de toneladas entre 2016 e 2017.

De acordo com o organismo de estatística europeu, os 20 maiores portos de carga da UE representaram cerca de 39% das toneladas totais de mercadorias movimentadas nos principais portos dos países inquiridos em 2017 (últimos dados disponíveis), o que significa um ligeiro decréscimo em comparação com o período homólogo. Deste ranking, dez estavam localizados no Mediterrâneo, oito na costa do Mar do Norte da Europa e os dois na costa do Atlântico.

“A composição da infraestrutura portuária nacional determinará, por vezes, se um país está representado na lista ou não. Por exemplo, a Dinamarca e a Finlândia são países com um grande número de portos de porte médio, lidando com volumes de mercadorias inferiores às 46 milhões de toneladas anuais exigidas para fazer parte dela”, esclarece ainda o Eurostat, na nota publicada esta manhã.

Fonte: Eurostat

A movimentação de mercadorias contentorizadas entre o porto de Sines e os diversos portos chineses cresceram cerca de 20% (19,7%) entre 2015 e o ano passado. Segundo dados a que o Jornal Económico teve acesso, no total de cargas e descargas entre o porto de Sines e os portos da República Popular da China passaram de 89.669 TEU (medida-padrão equivalente a contentores com 20 pés de comprimento), em 2015, para 107.322 TEU no ano passado.  Esse crescimento foi mais visível nas descargas, ou seja nos produtos oriundos da China, que passaram de 74.937 TEU para 103.795 TEU.

Porto de Sines prevê investimento de 1.330 milhões de euros

Recomendadas

5G: Nowo já pediu estabelecimento de acordos de ‘roaming’

De acordo com o regulamento, os operadores vão ter de chegar a acordo entre eles e têm 45 dias para o fazer, caso tal não aconteça podem recorrer à Anacom para arbitrar o processo.

Grupo FNAC investe 300 mil euros e abre primeira loja de bem-estar e sustentabilidade em Portugal

A insígnia abrange aromaterapia, chás e infusões, entre outros. “Pretende inspirar a fazer essa mudança. Traz consigo o propósito de criar um mundo melhor, apelando a um modo de vida mais consciente, mais próximo da natureza, com foco no bem-estar e no respeito pelo planeta”, garante ao JE o diretor geral, Nuno Luz.

CEO da Apple assinou “acordo secreto” de 275 mil milhões de dólares com oficiais chineses para continuar a operar no país

Em 2016, os executivos da Apple ficaram alarmados com as ameaças do governo chinês contra recursos como Apple Pay, iCloud e App Store, o que levou Cook a realizar uma série de reuniões secretas com autoridades de Pequim.
Comentários