Porto vai acolher processos internacionais de conflito

Processos do Tribunal Permanente de Arbitragem vão ser dirimidos no Palácio da Bolsa. O Tribunal foi criado na primeira Conferência de Haia pela Convenção para a Solução Pacífica de Conflitos Internacionais de 1899.

O Instituto de Arbitragem Comercial vai celebrar um protocolo de cooperação com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, para o acolhimento de procedimentos do Tribunal Permanente de Arbitragem (TPA). A assinatura decorre a 17 de setembro, na Sala do Tribunal do Palácio da Bolsa – onde estarão Nuno Botelho, presidente da Associação Comercial do Porto, e Álvaro Mendonça e Moura, secretário-geral do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O TPA foi criado na primeira Conferência de Haia pela Convenção para a Solução Pacífica de Conflitos Internacionais de 1899. Portugal é membro desde 1900. O Governo português estabeleceu um acordo de sede não permanente deste tribunal, permitindo desta forma a Portugal albergar processos de arbitragem internacional sob os auspícios do TPA.

O acordo permite que conflitos internacionais entre Estados ou entre Estados e entidades privadas possam ser resolvidos no Porto, no Instituto de Arbitragem Comercial, com sede no Palácio da Bolsa.

“Considerando a importância para Portugal e para a cidade do Porto em receber arbitragens internacionais, reforçando assim a imagem internacional do país como centro de resolução de litígios internacionais e o reconhecido valor da Associação Comercial do Porto e do Instituto de Arbitragem Comercial em Portugal, entendeu o Ministério dos Negócios Estrangeiros estabelecer este protocolo”, refere comunicado oficial.

Recomendadas

Autárquicas: Costa diz que PS é “campeão da descentralização” e dá exemplos no Porto

O secretário-geral socialista, António Costa, disse hoje, sexta-feira, que o PS é o campeão da descentralização e deu como exemplo na cidade do Porto, onde discursava, a municipalização dos autocarros ou o reforço de competências da Área Metropolitana.

Autárquicas: Rodrigues dos Santos diz que CDS vai ser “a grande surpresa” no domingo

O presidente do CDS-PP afirmou hoje, sexta-feira, que o partido vai ser “a grande surpresa” das eleições e vai conquistar mais mandatos do que em 2017, e pediu que estas autárquicas embalem o centro-direita para uma vitória nas legislativas.

Autárquicas: Catarina Martins espera que Moreira comece a ter oposição a partir de domingo

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou hoje, sexta-feira, que o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, “tem tido a vida muito fácil” por falta de ação dos outros partidos e garantiu que um vereador bloquista será “essa oposição fundamental”.
Comentários