Portos da Madeira ponderam descer taxas portuárias

Número de passageiros e cruzeiros no Funchal tem diminuído, em consequência do reposicionamento de navios em mercados emergentes.

A quebra registada, nos últimos três anos, no número de navios cruzeiro e de passageiros pode vir a justificar uma descida das taxas portuárias no porto do Funchal.

Patrícia Bairrada, gestora comercial da Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM), admitiu, esta quarta-feira, que o número de escalas no porto do Funchal tem caído, em consequência do novo perfil de passageiros e do reposicionamento de navios em mercados emergentes como o asiático.

A gestora comercial avança que estão a ser tomadas medidas para recuperar, entre 5 a 6 anos, as perdas registadas e que isso deve levar a uma agilização ao nível do tarifário como incentivo à procura pela Região.

Não obstante a atual conjuntura, Patrícia Bairrada considera que as perspetivas para os próximos anos são positivas, já que a construção de novos navios deverá reposicionar, em 2022, mais cruzeiros para a Região.

Recomendadas

11 hotéis do PortoBay distinguidos pelo hotels.com

Nas distinções estão quatro hotéis do PortoBay na Madeira.

Binter lança campanha para voos entre Madeira, Canárias e Tenerife

A campanha é válida até este sábado para voos realizados em março.

Orquestra Clássica da Madeira em concerto que comemora os seus 55 anos

O concerto vai ter lugar no Centro de Congressos da Madeira, com início às 18h.
Comentários