Portos da Madeira ponderam descer taxas portuárias

Número de passageiros e cruzeiros no Funchal tem diminuído, em consequência do reposicionamento de navios em mercados emergentes.

A quebra registada, nos últimos três anos, no número de navios cruzeiro e de passageiros pode vir a justificar uma descida das taxas portuárias no porto do Funchal.

Patrícia Bairrada, gestora comercial da Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM), admitiu, esta quarta-feira, que o número de escalas no porto do Funchal tem caído, em consequência do novo perfil de passageiros e do reposicionamento de navios em mercados emergentes como o asiático.

A gestora comercial avança que estão a ser tomadas medidas para recuperar, entre 5 a 6 anos, as perdas registadas e que isso deve levar a uma agilização ao nível do tarifário como incentivo à procura pela Região.

Não obstante a atual conjuntura, Patrícia Bairrada considera que as perspetivas para os próximos anos são positivas, já que a construção de novos navios deverá reposicionar, em 2022, mais cruzeiros para a Região.

Recomendadas

Madeira recebeu mais 7.249 vacinas contra a gripe

Desde o início da campanha de vacinação contra a gripe, que se iniciou a 28 de setembro, já foram vacinadas mais de 41 mil pessoas.

Câmara do Funchal apresenta nova proposta para dissolução da FrenteMar

O presidente da Câmara do Funchal refere que esta nova proposta “contempla as exigências dos partidos” com representação na Assembleia Municipal. “Estamos a fazer tudo o que é possível para que, através da cooperação e do diálogo, possamos em breve ver reunidas as condições para que estes trabalhadores possam sair da incerteza em que ficaram mergulhados, depois de chumbada a primeira proposta, e possam ser integrados nos quadros da Câmara Municipal do Funchal já no dia 1 de janeiro de 2021”, explicou Miguel Gouveia.

Madeira eleita (novamente) melhor destino insular do mundo

A Madeira foi distinguida pelos World Travel Awards. Região junta distinção ao galardão de melhor destino insular da Europa, alcançado também em novembro.
Comentários