Portos da Madeira ponderam descer taxas portuárias

Número de passageiros e cruzeiros no Funchal tem diminuído, em consequência do reposicionamento de navios em mercados emergentes.

A quebra registada, nos últimos três anos, no número de navios cruzeiro e de passageiros pode vir a justificar uma descida das taxas portuárias no porto do Funchal.

Patrícia Bairrada, gestora comercial da Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM), admitiu, esta quarta-feira, que o número de escalas no porto do Funchal tem caído, em consequência do novo perfil de passageiros e do reposicionamento de navios em mercados emergentes como o asiático.

A gestora comercial avança que estão a ser tomadas medidas para recuperar, entre 5 a 6 anos, as perdas registadas e que isso deve levar a uma agilização ao nível do tarifário como incentivo à procura pela Região.

Não obstante a atual conjuntura, Patrícia Bairrada considera que as perspetivas para os próximos anos são positivas, já que a construção de novos navios deverá reposicionar, em 2022, mais cruzeiros para a Região.

Recomendadas

Madeira: PS diz que situação da direção clínica do SESARAM revela incompetência política do Governo Regional

O PS diz que a situação da direção clínica do SESARAM revela que verificou-se “a total instrumentalização e partidarização” da Saúde. os socialista dizem que Albuquerque, presidente do Governo Regional, tem “a total responsabilidade” por toda esta situação, e que Pedro Ramos, secretário regional da Saúde, “não tem condições para continuar a tutelar a saúde.

Funchal aprova isenção para nova campanha de vacinação para animais

A campanha vai passar por todas as juntas de freguesia do concelho e inclui vacinação anti-rábica para cães e gatos, boletim sanitário do animal, chips de identificação, e desparazitante.

Pedro Ramos tranquiliza população e diz que Madeira tem capacidade de resposta para coronavírus

O secretário regional da saúde diz que a Madeira tem uma linha de emergência, fluxogramas para os portos, aeroportos, e marinas, para situações de casos suspeitos ou positivos, e sobre a forma como transporte deve ser feito, em situações de detecção ou suspeita de coronavírus.
Comentários