Portugal com cultura e ciência. Manuel Heitor dá pontapé de saída a Ciência Viva no Verão 2020

Iniciativa inclui mais de 200 acções, em 500 datas, por todo o país, organizadas por Centros Ciência Viva, associações científicas, autarquias e empresas. Arranca esta segunda-feira, 13 de julho em Vila Nova de Foz Côa.

Conheça Portugal com cultura e ciência, na companhia de especialistas: são mais de 200 acções, em 500 datas, por todo o país, organizadas por Centros Ciência Viva, associações científicas, autarquias e empresas – esta é a proposta dos Circuitos Ciência Viva para estas férias de verão. A dinamização dos Circuitos é feita este ano em articulação com o projeto Ciência Viva no Verão 2020.

A iniciativa é lançada esta segunda-feira, 13 de julho com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, no Miradouro de São Gabriel, em Vila Nova de Foz Côa. Manuel Heitor faz-se acompanhar de Rosalía Vargas, presidente da Ciência Viva, e Bruno Navarro, presidente do conselho diretivo da Fundação para a Salvaguarda e Valorização do Vale do Côa.

Os Circuitos Ciência Viva incluem vários roteiros pelo País e integram uma vasta rede de especialistas, associações científicas, autarquias e empresas para o desenvolvimento das atividades e atividades que vão desde visitas nocturnas de exploração dos Jardins do Bom Jesus, em Braga, até passeios de moliceiro à descoberta dos tesouros naturais da Ria de Aveiro, passando pela visita a  uma das maiores jazidas com pegadas de dinossáurios jurássicos da Península Ibérica, em Vale de Meios, percursos no Aqueduto das Águas Livres, passeios de caiaque à descoberta da Ria Formosa e descidas à Mina de Sal-Gema Campina de Cima, em Loulé.

O Guia dos Circuitos Ciência Viva passa agora a integrar o Museu do Côa nos percursos que compõem os circuitos do Vale do Côa, região onde se insere o Parque Arqueológico das Gravuras Rupestres do Côa, classificada pela UNESCO como património da Humanidade.

O arranque da iniciativa esta segunda-feira inclui uma visita à Queijaria Domingues, em Castelo Melhor, com uma prova de queijos de fabrico artesanal, seguida de visita ao forno comunitário, onde terão a oportunidade de observar o processo de fabrico do pão, por habitantes da terra.

 

Ler mais
Recomendadas

Três linhas de apoio social na Cultura estão abertas

Esta semana serão ainda divulgadas as condições de acesso aos 8,5 milhões de euros de reforço orçamental do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA), retirados do saldo de gerência, também para responder às necessidades dos trabalhadores desta área.

Livro: “Périplo pelos Bares do Mediterrâneo”

Se o expectável seria um rol de museus e locais históricos a visitar, neste livro, Ali Duaji, romancista tunisino de origem turca que também fez da poesia sua casa, preferiu perscrutar os povos mediterrânicos deambulando pelos seus bares.

Trabalhadores da Cultura têm cinco propostas para acabar com precariedade

O caderno de contributos e propostas inclui, por exemplo, o fim dos recibos verdes e a aplicação de contratos de trabalho onde figurem “o tempo de trabalho, a remuneração, os encargos sociais do empregador e os encargos sociais do empregado”.
Comentários