Portugal pede ajuda a Espanha para combater incêndios

Espanha disponibilizou “de imediato” dois aviões pesados anfíbios, sendo que estes deverão dirigir-se para o incêndio de Vila de Rei ainda durante esta tarde.

EPA/CARLOS GARCIA

Portugal solicitou assistência a Espanha para combater os incêndios que ainda se encontram ativos, avança o Ministério da Administração Interna esta segunda-feira, 22 de julho.

No comunicado divulgado pelo ministério liderado por Eduardo Cabrita, lê-se que “Portugal pediu assistência bilateral a Espanha no quadro do Protocolo entre a República Portuguesa e o Reino de Espanha sobre Cooperação Técnica e Assistência Mútua em matéria de Proteção Civil”.

O mesmo comunicado avança que Espanha disponibilizou “de imediato” dois aviões pesados anfíbios, sendo que estes deverão dirigir-se para o incêndio de Vila de Rei ainda durante esta tarde.

Relacionadas

“Isto é que é triste, depois de horas em combate às chamas”. Reforço alimentar dos bombeiros alvo de críticas

Depois de uma noite a combater o incêndio em Vila de Rei, o primeiro reforço alimentar dos quase 1500 bombeiros que combatem os fogos de Vila de Rei foi uma sandes, uma maça e uma garrafa de água de 33 cl.

Helicópteros Kamov já podem voar com a autorização da ANAC

Após as críticas aos incêndios que atingiram diferentes localidades de Castelo Branco, a ANAC afirmou que os três helicópteros Kamov já podem voar para combater as chamas.

“Nas próximas 36 horas, o dispositivo não desarma”, diz Proteção Civil sobre fogos florestais

O comandante da Região Centro Norte da Proteção Civil fez um novo ponto da situação sobre os incêndios que afetam a região de Castelo Branco desde o passado.

União Europeia ativa satélite Copernicus para auxiliar Portugal nos incêndios

Além do satélite Copernicus, Bruxelas também garante que poderá ativar a rede de segurança adicional constituída pelo mecanismo RescEU.
Recomendadas
Marta Temido em entrevista à RTP

Fecho imediato de todas as escolas vai ser discutido em Conselho de Ministros nesta quinta-feira

Ministra da Saúde admite que é possível chegar a 20 mil mortes causadas pela pandemia até março. Variante britânica do coronavírus SARS-CoV-2 representa 20% dos casos de infeção e poderá chegar aos 60%.

Beneficiários de prestações de desemprego com aumento de 40,9% em dezembro

De acordo com os dados, hoje divulgados, o subsídio de desemprego abrangeu 205.303 beneficiários, aumentando 42,8% em termos homólogos e 5,8% por comparação com o universo de beneficiários registado em novembro.

Carlos Carreiras: “Variante britânica do coronavírus pode infetar 60% da população portuguesa nos próximos quinze dias”

Em entrevista à JE TV, o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, citou um relatório do Instituto Ricardo Jorge para alertar que a variante do coronavírus do Reino Unido pode afetar 60% da população portuguesa nos próximos quinze dias. O autarca espera que esta informação seja decisiva para o fecho das escolas.
Comentários