Portugal recebe 1,15 milhões de doses antecipadas da Pfizer no segundo trimestre

Esta medida surge como solução da União Europeia (UE) depois da suspensão da vacina da Johnson & Johnson após terem sido encontrados casos de coágulos em pessoas vacinadas.

Portugal vai receber 1,15 milhões de doses antecipadas da vacina da Pfizer já no segundo trimestre. A informação é avançada pela “TVI24” esta sexta-feira, 16 de abril.

Esta medida surge como solução da União Europeia (UE) depois da suspensão da vacina da Johnson & Johnson após terem sido encontrados casos de coágulos em pessoas vacinadas com aquela vacina e faz parte do contrato entre a farmacêutica e a UE, para a compra de 50 milhões de doses extra, cuja entrega devia acontecer somente no quarto trimestre.

No segundo trimestre deviam ser entregues 1,25 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson, que tem a vantagem de ser administrada em dose única. Apesar desta antecipação das doses da Pfizer, Portugal fica com menos de metade das doses que esperava ter disponíveis da farmacêutica Johnson & Johnson, dado que a vacina da Pfizer é administrada em duas doses.

Recomendadas

Concelhos em alerta. Só Cabeceiras de Basto dá o passo atrás no desconfinamento

O cordão sanitário manter-se-á nas duas freguesias de Odemira. Ainda assim, a ministra Mariana Vieira da Silva diz que a redução da incidência do vírus “é um sinal de uma pandemia que se encontra controlada, pese embora a existência de surtos”.

Média de ocupação dos alojamentos no Algarve foi de apenas 5,7% em abril

“Em valores acumulados, desde o início do ano, a ocupação cama regista uma descida média de 89,4%”, aponta a AHETA.

Governo decide manter cerca sanitária em duas freguesias de Odemira

O fim da cerca sanitária, definida na semana passada, foi reivindicado já pelo município, que na quarta-feira formalizou esse pedido ao primeiro-ministro, António Costa.
Comentários