Portugal tem 80% da população totalmente vacinada contra a Covid-19

O Norte passou a ser a região do país onde a percentagem de população vacinada contra o vírus SARS-CoV-2 é mais alta (82%). Logo depois segue-se o Alentejo e o Centro (81%). Mais de 8,8 milhões de portugueses receberam a primeira dose da vacina, de acordo com a DGS.

Já são mais de 8,2 milhões as pessoas (8.273.795) em Portugal que receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19, o que corresponde a 80% da população portuguesa, segundo o relatório semanal de vacinação da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta terça-feira. O país caminha para os 8,3 milhões de cidadãos inoculados (com o esquema vacinal completo).

Portugal regista agora 18.507.560 doses de vacinas recebidas e 15.554.044 distribuídas, cerca de um mês depois de ter alcançado a meta de ter 70% da população vacinada com pelo menos uma dose no verão, o que tornou possível mais um passo no plano de desconfinamento. No total, mais de 8,8 milhões de portugueses receberam a primeira dose do fármaco contra o vírus SARS-CoV-2, de acordo com a DGS.

Entre a população portuguesa vacinada – tanto com a primeira dose da vacina como com a vacinação completa – são os mais velhos que se destacam, pois quer na faixa etária dos 80 ou mais anos como na dos 65 aos 79 anos são 100% os vacinados com as duas doses. É ainda notória a percentagem de pessoas vacinadas entre os 50 e os 64 anos: 97% (2.108.574 pessoas).

Os mais jovens têm cada vez mais expressão nesta tabela. Já são 52% os utentes entre os 12 e os 17 anos que estão vacinados (320.708 pessoas), 74% entre os 18 e os 24 anos (580.984 pessoas) e 88% entre os 25 e os 49 anos (2.919.262 pessoas).

Em termos de regiões, passou a ser o Norte a sobressair, uma vez que é a zona onde a percentagem de população vacinada é mais alta (82%). Logo depois segue-se o Alentejo e o Centro (ambos com 81%), o arquipélago da Madeira (79%), Lisboa e Vale do Tejo (78%) e a Região Autónoma dos Açores (77%). O Algarve fica para trás, com 73%.

Recomendadas

“PRR na campanha autárquica? É gravíssimo e só demonstra a falta de vergonha do PS”, considera candidato da IL a Lisboa

Na última edição do programa “Primeira Pessoa, da plataforma multimédia JE TV, Bruno Horta Soares considerou “gravíssima” a entrada do Plano de Recuperação e Resiliência na campanha eleitoral, algo que no entender deste consultor, “só demonstra a falta de vergonha” dos socialistas.

Estados Unidos aliviam restrições de viagens a europeus vacinados

A medida anunciada esta segunda-feira pela Casa Branca entrará em vigor daqui a umas semanas. A decisão de alterar a política de viagens fará de uma estrutura mais ampla de normas que a administração Biden está a desenvolver para cobrir todas as viagens internacionais.

Tânia Freitas quer resolver problemas habitacionais em Santana

A candidata do PS defende a necessidade de fazer um diagnóstico das situações no terreno, sinalizando todos os casos e definindo as prioridades de atuação.
Comentários