Portuguesa NextBITT escolhida como parceiro do ano da Microsoft Portugal

Distinção foi anunciada esta semana durante o Microsoft Inspire, o maior evento anual de parceiros da Microsoft que está a decorrer desde o dia 14 e se estende até ao dia 18 em Las Vegas, Nevada, e que reúne milhares de Parceiros Microsoft provenientes de 130 países.

A NextBITT, empresa portuguesa que desenvolve soluções de Gestão de Ativos (Facilities Management), acaba de ser eleita “IP Co-Sell Partner of the Year” pela Microsoft Portugal. O prémio “IP Co-Sell Partner of the Year” foi atribuído à NextBITT “pelo seu desempenho durante o último ano fiscal em termos de co-venda, com a Microsoft, de soluções baseadas em Microsoft Azure”, realça a empresa em comunicado.

De acordo com a a empresa portuguesa, “a NextBITT foi a empresa que, por uma larga margem, mais contribuiu para a co-venda de soluções baseadas em Azure bem como para o grande crescimento de consumo de recursos da plataforma cloud da Microsoft em Portugal”.

Distinção foi anunciada esta semana durante o Microsoft Inspire, o maior evento anual de parceiros da Microsoft que está a decorrer desde o dia 14 e se estende até ao dia 18 em Las Vegas, Nevada, e que reúne milhares de Parceiros Microsoft provenientes de 130 países.

Miguel Salgueiro, partner da NextBITT, que recebeu o prémio em Las Vegas, comentou a propósito que “este galardão demonstra de forma cabal a confiança dos nossos clientes bem como a maturidade das soluções desenvolvidas pela NextBITT”.

Relacionadas

Startup portuguesa NextBitt gere mais 1.000 milhões de ativos físicos

Miguel Salgueiro, sócio da tecnológica, refere que ainda hoje “é difícil” para os executivos terem noção dos consumos dos seus edifícios. “Vai haver uma reunião. Quem de direito faz a reserva na plataforma e já sabe, por defeito, que o menu é uma água, dois cafés, guardanapos e talheres. E usa-se o sistema para isso ou para limpeza e manutenção”, afirma.
Recomendadas

Responsabilidades do BES para com o Fundo de Pensões dos administradores vão ser extintas

A ASF autorizou a extinção das responsabilidades com pensões do ex-administradores executivos do BES.

Vendas do dono do Minipreço cresceram 6,3% no segundo trimestre de 2020

As vendas comparáveis (‘like-for-like’) do grupo de distribuição que opera em Portugal, Espanha, Brasil e Argentina registou um aumento de 14,9% no período em análise face ao segundo trimestre de 2019, “com todos os mercados positivos pela primeira vez desde o 4º trimestre de 2016”.

BES e ESFG em disputa judicial pela ES Health Care Investment

A ESFG e o BES arrastam um processo judicial de disputa pela participação de 17,74% na Espírito Santo Health Care Investment e os dividendos que esta distribuiu ao BES no valor de 9,23 milhões. Mais recentemente a ESFG impugnou a lista de credores reconhecidos pelo BES, junto do Tribunal do Comércio, por não estar lá reconhecido o seu direito a esses ativos, o que o BES ainda vai contestar.
Comentários