Postura política do PS-Madeira será “positiva e construtiva”, afirma Miguel Iglésias

Miguel Iglésias disse que em metade do mandato anterior do Governo Regional teve sempre um “discurso agressivo e contra” o Governo da República que em “muitos casos não fazia sentido”, acrescentando que no seu entender a Madeira ganharia mais com uma postura de maior diálogo e concertação.

Miguel Iglésias

O líder do grupo parlamentar do PS na Assembleia Legislativa da Madeira, Miguel Iglésias, afirmou, em entrevista ao Económico Madeira, que a postura política do partido vai ser “positiva e construtiva”, de apresentação de propostas “sérias e rigorosas”, tendo em conta as prioridades dos socialistas madeirenses.

“O Governo pode contar com grande escrutínio da nossa parte, com grande rigor em toda a fiscalização da acção do executivo”, referiu.

Miguel Iglésias disse ainda que em metade do mandato anterior do Governo Regional teve sempre um “discurso agressivo e contra” o Governo da República que em “muitos casos não fazia sentido”, acrescentando que no seu entender a Madeira ganharia mais com uma postura de maior diálogo e concertação.

“Isso não quer dizer que os dossiês sobre a Madeira não deixassem de ser defendidos ou bem defendidos, não podemos é estar a insuflar uma retórica política negativa que em muitos casos é artificial e que serve apenas para encher parangonas de jornais”, sublinhou.

Recomendadas

Madeira mantém dois casos ativos e alerta para “desconfinamento inseguro” no país

Pedro Ramos destacou a operação de rastreio de viajantes nos aeroportos da Madeira e Porto Santo, em vigor desde o dia 01 de julho, na sequência de uma resolução do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, que substituiu o regime de quarentena pela obrigatoriedade de os passageiros apresentarem um teste negativo realizado até 72 horas antes do início da viagem, ou, então, a efetuá-lo à chegada.

Hospital dos Marmeleiros beneficia de empreitada de reabilitação de interiores

A obra tem um custo de 1,4 milhões de euros, tem um prazo de 20 meses, e está a cargo da RIM – Engenharia e Construções.

CDS-PP quer isenção de rendas no comércio do Funchal até setembro

Os centristas consideram fundamental que o executivo camarário do Funchal tome medidas que ajudem a desenvolver o comércio local e a retoma da atividade económica.
Comentários