PremiumPRA altera gestão e Pedro Raposo passa a ‘chairman’

Sócio Miguel Miranda, fundador do escritório com o qual a Raposo, Sá Miranda & Associados se fundiu há seis anos, torna-se ‘managing partner’ no âmbito do novo modelo de governança adotado hoje.

A PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados inicia esta sexta-feira, dia 9 de abril, um processo de reestruturação que colocará o sócio Miguel Miranda à frente da comissão executiva da sociedade, como managing partner. O fundador da Sá Miranda – escritório por trás da fusão que ocorreu há seis anos – ocupará o cargo que nos últimos 20 anos pertenceu ao advogado Pedro Raposo, que passará a chairman. As mudanças na estrutura organizacional serão oficializadas na reunião de conselho de administração da sociedade de advogados, que realizou esta tarde.

Em entrevista ao Jornal Económico, Pedro Raposo diz que os escritórios não podem ser criados à imagem dos fundadores, mas devem “ser a imagem dos sócios e dos colaboradores que lá trabalham”, porque se os recursos humanos são hoje “moda” noutras empresas, nas sociedades de advogados sempre foram a matéria-prima. “Nós não vendemos caixinhas, não fabricamos um produto altamente competitivo. O que colocamos no mercado são as capacidades dos nossos advogados, portanto os talentos e os recursos humanos são a génese da profissão, enquanto nas outras unidades foi-se evoluindo para aí”, explica.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Riscos transfronteiriços nos Censos2021

A decisão da CNPD reveste-se de particular importância, na medida em que demonstra uma aplicação prática da decisão Schrems II no ordenamento jurídico nacional. Resta-nos aguardar pelos desenvolvimentos deste tema.

“Falar Direito”. “Vistos Gold vieram para ficar e Portugal tem uma posição simpática a nível mundial”

“Na minha opinião, os Vistos Gold vieram para ficar. Acho que Portugal tem uma posição muito simpática a nível mundial. O nosso passaporte, que também alicia muitos investidores a optarem por Portugal, alicia muitos a investir via Portugal”, realçou a advogada da CRS, Raquel Galinha Roque.

“Falar Direito”. “Investimento estrangeiro? Lisboa e Porto estão na pole position”

“Lisboa e Portugal no geral têm-se vindo a colocar numa pole position em termos de investimento estrangeiro nomeadamente ao nível dos Vistos Gold. O Porto também tem vindo a ganhar muito com esta política”, realçou a advogada da CRS, Raquel Galinha Roque.
Comentários