Praia da Barreirinha equipada com elevador num investimento de 40 mil euros

Este ano o investimento global nas praias rondou os 200 mil euros.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF), Miguel Silva Gouveia, e o Administrador da Frente Mar Funchal, Nélson Abreu, estiveram esta quarta-feira no Complexo Balnear da Barreirinha, para inaugurar o novo elevador de acesso à praia, que teve um investimento de 40 mil euros. Este ano o investimento global nas praias rondou os 200 mil euros.

Miguel Silva Gouveia salientou que neste Verão a Câmara apostou em intervenções na área das acessibilidades nas quatro praias que a Frente Mar gere no Funchal: Lido, Ponta Gorda, Ponta Gorda, e agora na Barreirinha.

O Presidente recordou que “o Município e a Frente Mar têm vindo a investir em cadeiras de rodas anfíbias e canadianas anfíbias, e temos um elevador elétrico no caso da Ponta Gorda, e ainda rampas de acesso na Praia Formosa. A partir desta semana, temos também na Barreirinha disponível o elevador, garantindo que todas as nossas praias têm condições de acesso para quem precisa”.

Miguel Silva Gouveia visitou ainda o novo Centro Azul da Barreirinha, realçando o seu papel na sensibilização, tanto das crianças como dos adultos, para as boas práticas ambientais nas praias.

“Temos também na Barreirinha um ginásio municipal, com atividades regulares ao longo de todo o ano, e esses utentes vão beneficiar igualmente desta melhoria nas acessibilidades, porque o elevador potencia não só o acesso à praia, mas igualmente ao Ginásio da Barreirinha. Este será, assim, cada vez mais, um centro intergeracional, com atividades balneares, atividades educacionais com os centros azuis e com a promoção do envelhecimento ativo”, destacou o governante.

Recomendadas

Governo da Madeira satisfeito com aprovação de regime jurídico que permite guardas armados nos navios

O vice-presidente do Governo Regional disse que esta medida vai promover a competitividade do Registo Internacional de Navios.

Cinema na Madeira gera receita de 338 mil euros

O cinema da Madeira obteve mais 75 mil euros em receitas em comparação com o trimestre anterior.

Madeira: crédito a sociedades não financeiras cai 0,1%

O crédito malparado das sociedades financeiras fixou-se em 200 milhões de euros, no segundo trimestre.
Comentários