Práticas de mobilidade que potenciem a conciliação entre planos profissional, pessoal e familiar vão ser premiadas

Novo concurso do IMT será lançado amanhã e visa distinguir iniciativas que disponibilizem soluções de mobilidade de base local – dinamizadas por autarquias, associações, IPSS ou empresas – que permitam facilitar a conciliação entre a vida profissional, pessoal e familiar.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) vai lançar amanhã, dia 27 de junho, o “Concurso de Melhores Práticas de Mobilidade para a Conciliação – MOVE+”, no auditório do Grupo Águas de Portugal, em Lisboa.

Este concurso do IMT visa distinguir iniciativas que disponibilizem soluções de mobilidade de base local – dinamizadas por autarquias, associações, IPSS ou empresas – que permitam facilitar a conciliação entre as várias esferas da vida e dinamizar relações de bairro que envolvam deslocações de proximidade, traduzindo-se na atribuição do “Selo MOVE+” aos três primeiros classificados.

De acordo com um comunicado do gabinete da secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, trata-se da concretização de mais uma medida inscrita no “Programa 3 em Linha” que tem como objetivo global promover um maior equilíbrio entre a vida profissional, pessoal e familiar, como condição para uma efetiva igualdade entre homens e mulheres e para uma cidadania plena que permita a realização de escolhas livres em todas as esferas da vida.

 

“O ‘Programa 3 em Linha’ marca um processo de mudança para que a conciliação possa ser uma possibilidade genuína de todas as pessoas. A mobilidade é uma condição chave para a forma como as pessoas organizam e gerem o seu dia-a-dia, devendo cada vez mais ser integrado na reflexão e planeamento estratégico local, a promoção da igualdade entre mulheres e homens e da conciliação”, salienta Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

 

“O ‘Programa 3 em Linha’ marca um processo de mudança para que a conciliação possa ser uma possibilidade genuína de todas as pessoas. A mobilidade é uma condição chave para a forma como as pessoas organizam e gerem o seu dia-a-dia, devendo cada vez mais ser integrado na reflexão e planeamento estratégico local, a promoção da igualdade entre mulheres e homens e da conciliação”, salienta Rosa Monteiro, a qual vai participar amanhã na sessão de lançamento, tal como o secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Gomes Mendes.

“Podem candidatar-se municípios, individualmente ou em parceria com outros municípios ou outras entidades, até 30 de setembro de 2019. São exemplos de iniciativas candidatáveis a organização de deslocações para pessoas que necessitam de apoio (levar crianças ao ginásio, avó/avô ao médico); organização de deslocações para a escola (pedibus, bikebus); organização de soluções de recolha de encomendas para minimizar dificuldades de horário nas entregas (de alimentos ou outros produtos); organização de boleias entre vizinhos/as ou de apoio familiar; ou tecnologias de facilitação de deslocações (aplicações/plataformas eletrónicas)”, informa o mesmo comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Vodafone lança nova plataforma TV e box 4K

A Vodafone TV é o primeiro produto da operadora de telecomunicações de origem britânica a sair do Vodafone TV Hub de Lisboa, criado em outubro de 2016.

Piloto da TAP morre em hotel na Alemanha

Duarte Pato, com 38 anos e de Coimbra, tinha um historial de problemas cardíacos.

Preços na produção industrial diminuíram 0,2% no segundo trimestre

No segundo trimestre de 2019, a taxa de variação homóloga deste índice situou-se em 0,9%, com uma variação de 1,1% no primeiro trimestre.
Comentários