Práticas de mobilidade que potenciem a conciliação entre planos profissional, pessoal e familiar vão ser premiadas

Novo concurso do IMT será lançado amanhã e visa distinguir iniciativas que disponibilizem soluções de mobilidade de base local – dinamizadas por autarquias, associações, IPSS ou empresas – que permitam facilitar a conciliação entre a vida profissional, pessoal e familiar.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) vai lançar amanhã, dia 27 de junho, o “Concurso de Melhores Práticas de Mobilidade para a Conciliação – MOVE+”, no auditório do Grupo Águas de Portugal, em Lisboa.

Este concurso do IMT visa distinguir iniciativas que disponibilizem soluções de mobilidade de base local – dinamizadas por autarquias, associações, IPSS ou empresas – que permitam facilitar a conciliação entre as várias esferas da vida e dinamizar relações de bairro que envolvam deslocações de proximidade, traduzindo-se na atribuição do “Selo MOVE+” aos três primeiros classificados.

De acordo com um comunicado do gabinete da secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, trata-se da concretização de mais uma medida inscrita no “Programa 3 em Linha” que tem como objetivo global promover um maior equilíbrio entre a vida profissional, pessoal e familiar, como condição para uma efetiva igualdade entre homens e mulheres e para uma cidadania plena que permita a realização de escolhas livres em todas as esferas da vida.

 

“O ‘Programa 3 em Linha’ marca um processo de mudança para que a conciliação possa ser uma possibilidade genuína de todas as pessoas. A mobilidade é uma condição chave para a forma como as pessoas organizam e gerem o seu dia-a-dia, devendo cada vez mais ser integrado na reflexão e planeamento estratégico local, a promoção da igualdade entre mulheres e homens e da conciliação”, salienta Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

 

“O ‘Programa 3 em Linha’ marca um processo de mudança para que a conciliação possa ser uma possibilidade genuína de todas as pessoas. A mobilidade é uma condição chave para a forma como as pessoas organizam e gerem o seu dia-a-dia, devendo cada vez mais ser integrado na reflexão e planeamento estratégico local, a promoção da igualdade entre mulheres e homens e da conciliação”, salienta Rosa Monteiro, a qual vai participar amanhã na sessão de lançamento, tal como o secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Gomes Mendes.

“Podem candidatar-se municípios, individualmente ou em parceria com outros municípios ou outras entidades, até 30 de setembro de 2019. São exemplos de iniciativas candidatáveis a organização de deslocações para pessoas que necessitam de apoio (levar crianças ao ginásio, avó/avô ao médico); organização de deslocações para a escola (pedibus, bikebus); organização de soluções de recolha de encomendas para minimizar dificuldades de horário nas entregas (de alimentos ou outros produtos); organização de boleias entre vizinhos/as ou de apoio familiar; ou tecnologias de facilitação de deslocações (aplicações/plataformas eletrónicas)”, informa o mesmo comunicado.

Ler mais
Recomendadas

“Grandes indústrias francesas têm as nossas básculas”

Vencedor do Troféu PME diz que o reconhecimento do trabalho ocorre quando, em viagem a França, verifica que talhos, charcutarias e lojas gourmet têm as balanças comerciais da empresa.

Exportações de componentes automóveis atingem valor recorde de 5,6 mil milhões de euros

No acumulado da década, entre 2010 e 2019, a AFIA reportou que as vendas de componentes automóveis portugueses para o estrangeiro aumentaram 71%.

Grupo Vila Galé investe 3,5 milhões de euros em lagar no Alentejo

A empresa Casa Santa Vitória, do grupo Vila Galé, inaugurou este sábado um lagar para produzir os seus próprios azeites, no concelho de Beja, que implicou um investimento de 3,5 milhões de euros.
Comentários