Preço da carne de porco aumenta 40% em dois meses

O início das exportações para a China, em janeiro, trouxe novo alento ao setor que assume o “bom momento”.

O preço da carne de porco aumentou no mercado português cerca de 40% em apenas dois meses, graças à abertura, em janeiro, do mercado chinês aos produtores portugueses.

David Neves, presidente da Associação dos Suinicultores de Leiria, afirma, em declarações ao “Correio da manhã”, que a “abertura das exportações à China acabou por relançar o setor”, considerando que os produtores começam agora a vender a preços justos. “A crise de 2015, por causa do embargo à Rússia, criou-nos grandes dificuldades, que começamos agora a superar”, declarou o responsável, acrescentando que já se fala em “aumentar a produção”.

Mas enquanto os produtores fazem a festa, os consumidores nem tanto. Em menos de um mês, o quilo da costeleta passou dos 2,99 euros, para 3,99 euros. No que diz respeito às carnes desmanchadas, a barriga, por exemplo, passou de 2,5 euros para 2,95 euros e a pá subiu de 1,63 para 2,55 euros. “É o maior aumento da carne de porco de que me lembro, em tão pouco tempo e os fornecedores já nos disseram que na próxima semana volta a aumentar”, disse ao CM o cortador José Luís Pereira, do Supertalho, em Braga.

Fonte da Associação Portuguesa dos Industriais de carnes adiantou ao jornal que o preço da carcaça (peça de porco inteira) passou de 1,60 euros por quilo, em finais de janeiro, para 2,20 euros na semana passada, ou seja, em pouco mais de dois meses, o preço subiu cerca de 40%.

Recomendadas

“Recomenda um amigo”. Tecnológica portuense está a contratar 50 novos talentos através dos colaboradores

ITSector tem procurado encontrar novos talentos na área da tecnologia através do networking dos seus próprios colaboradores, tendo criado assim uma das suas estratégias de recursos humanos.

Posso perder o dia de salário se faltar ao trabalho para receber a vacina?

Perante notícias vindas a público que há empresas que estão a recusar pagar o dia aos trabalhadores que faltam para tomarem a vacina, a ACT fez um esclarecimento.

Cepsa e Deco Proteste renegoceiam parceria que já ajudou famílias a poupar 29 milhões de euros

A parceria entre as duas entidades já permitiu que as famílias portuguesas poupassem 29 milhões de euros desde 2014. A renovação vai permitir que o valor máximo de desconto suba para 11 cêntimos por litro.
Comentários