Preços na produção industrial diminuíram 0,2% no segundo trimestre

No segundo trimestre de 2019, a taxa de variação homóloga deste índice situou-se em 0,9%, com uma variação de 1,1% no primeiro trimestre.

O índice de preços na produção industrial registou uma taxa de variação homóloga de -0,2% no mês de junho, sendo que no mês anterior se fixou em 0,9%, indica o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta quarta-feira.

Assistiu-se a uma diminuição do índice de produção industrial devido à evolução do agrupamento de energia, que passou de uma variação positiva de 1,9% para -2,2% em junho. Excluindo este grupo, os preços na produção industrial registaram um aumento de 0,4%, apresentando uma desaceleração de 0,2 pontos percentuais (p.p.) face ao observado em maio.

No segundo trimestre de 2019, a taxa de variação homóloga deste índice situou-se em 0,9%, com uma variação de 1,1% no primeiro trimestre. Os agrupamento de energia e de bens intermédios apresentaram contributos de 0,4 p.p. e 0,2 p.p., respetivamente, resultantes dos aumentos de 2,1% e 0,7%.

Os preços na produção industrial apresentaram, em junho, uma variação mensal de -0,5%, tendo sido de 0,6% no mesmo mês do ano anterior, diminuindo 0,8 p.p. face à observada em maio. O agrupamento de energia, com uma taxa de variação de -2,2%, deu o principal contributo (-0,5 p.p.) para a variação mensal do índice total.

Por secções, a variação do índice total foi particularmente influenciada pelo contributo da secção das indústrias transformadoras (-0,4 p.p.), originado pela variação mensal de -0,4%, sendo que em junho de 2018 se tinha situado em 0,5%.

Recomendadas

Receita fiscal sobe para 47.408 milhões de euros

Em ano de excedente orçamental, o Governo espera receber mais 1.276 milhões de euros do que em 2019. As receitas do IVA continuam a representar a principal fatia dos 26.878 milhões de euros estimados para os impostos indirectos.

Orçamento com poucas alterações

Para as famílias portuguesas, e em matéria de IRS, a Proposta de Lei do OE 2020 não contempla alterações com um impacto significativo.

Jaime Esteves: “Dedução fiscal para jovens que saem de casa dos pais tem impacto pequeno”

O fiscalista Jaime Esteves defende que o agravamento sucessivo da tributação do alojamento local é um dos problemas da política fiscal e que Portugal pode matar a ‘galinha dos ovos de ouro’ da recuperação económica.
Comentários