PremiumPresidente da Activotrade: “Corretagem tradicional já não existe”

Luís Gomes, fundador e presidente da Activotrade, explica, em entrevista, que após a última crise financeira, os reguladores têm acompanhado a digitalização. No entanto, a longo prazo, considera que regulação europeia irá obrigar as corretoras a encontrar novos mercados fora deste espaço.

O foco da Activotrade é a negociação online. Em que é que o online trading difere da corretagem tradicional?

Aquilo que designamos por corretagem tradicional já não existe. A imagem de um operador a receber uma chamada do cliente, com este último a discutir e a transmitir uma determinada ordem já deixou de existir. Atualmente, todos os clientes realizam as suas compras e vendas em bolsa através de plataformas de negociação online. Apenas em casos muito pontuais, nomeadamente falha de ligação à Internet, problemas técnicos com a plataforma, entre outros, obrigam o cliente a solicitar a transmissão da sua instrução por via telefónica ou correio electrónico. Ou seja, a corretagem tradicional, tal como a imaginamos, é algo que foi ultrapassado há muitos anos, tratando-se de algo muito residual.

Artigo reservado a assinantes do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

 

Recomendadas

PremiumDesafios e oportunidades da economia circular

O Observatório “Economia Circular: Desafios e Oportunidades para a Economia Portuguesa”,decorrerá a 23 de outubro, na Sala Ajuda III do Pestana Palace, em Lisboa. “A Economia Circular constitui hoje um tema prioritário da política pública nacional, estando o tema bem identificado nas Grandes Opções do Plano para 2019”, afirma Licínio Pina, presidente conselho de administração do Crédito Agrícola, entidade parceira do Jornal Económico na promoção do evento.

Premium“Centeno não vai deixar uma vida fácil ao sucessor”, alerta porta-voz do PSD para as Finanças

Joaquim Miranda Sarmento, professor universitário e porta-voz do PSD para a área das Finanças, defende que este Orçamento é “eleitoralista e facilitista”, com um “excesso de otimismo” que desprotege o país face aos riscos.

PremiumNova Expressão faz planeamento de meios da Ponto Verde

A Nova Expressão vai fazer o planeamento de meios da Sociedade Ponto Verde, anunciou a agência em comunicado.
Comentários