Presidente da Assembleia da Madeira defende mais apoios para as IPSS

O presidente da Assembleia Regional disse que “muitos dos contratos que têm com a Segurança Social não são revistos há alguns anos, apesar de anualmente os custos terem aumentado e as receitas serem as mesmas. Há que rever esta situação, em nome da paz social e de um tecido social que respire com qualidade de vida”.

O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, defendeu mais apoios para as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), durante uma visita, que se realizou na passada segunda-feira, ao Abrigo de Nossa Senhora de Fátima (ANSF), instituição que ajuda 18 jovens, e presta apoio a criança e jovens desfavorecidos, e que assinalou o arranque das aulas.

José Manuel Rodrigues disse que o parlamento tudo fará “para que o ensino na Madeira, e em particular nestas Instituições Particulares de Solidariedade Social, que dependem e têm contratos com apoios públicos, possam ter ainda mais apoios”. O presidente da Assembleia da Madeira reforçou que “muitos dos contratos que têm com a Segurança Social não são revistos há alguns anos, apesar de anualmente os custos terem aumentado e as receitas serem as mesmas. Há que rever esta situação, em nome da paz social e de um tecido social que respire com qualidade de vida”.

O presidente da Assembleia Regional quis ainda deixar uma palavra de alento e solidariedade tendo em conta este ano complexo. “O que esperamos é que os resultados finais sejam bons. Isto é que possamos ter menos abandono escolar e mais sucesso dos nossos alunos nas escolas”, reforçou.

Esta visita do presidente da Assembleia Regional insere-se no projeto ‘Parlamento Social Mais Perto’, uma iniciativa que pretende dar a conhecer e valorizar o trabalho das IPSS.

Recomendadas

Madeira aprova por unanimidade voto de protesto por falta de aval da República

Em causa esteve a rejeição do Estado de um aval para um empréstimo de 458 milhões de euros, que a Madeira vai contrair, com o intuito de dar resposta aos efeitos provocados pela pandemia.

Madeira avança com segunda fase de testes ao covid-19 em escola onde foi detetado caso positivo

Serão testados esta quinta-feira mais um professor e 11 alunos da turma onde foi detetado o caso positivo de coronavírus.

Madeira impõe teste obrigatório ao covid-19 para passageiros do primeiro navio de cruzeiro

Os passageiros que queiram desembarcar terão de apresentar teste negativo para covid-19 ou realizá-lo à chegada. A estratégia será semelhante à do aeroporto. Contudo, no caso dos cruzeiros, “é preciso teste negativo para embarcar, e depois, consoante o tempo de duração do cruzeiro até chegar à região, é que vamos ver se há necessidade de fazer teste à chegada”, explicou o secretário regional da Saúde.
Comentários