Presidente da Boeing: ”Estamos a tomar as medidas necessárias para garantir a total segurança do 737 MAX”

“A Boeing está a finalizar o desenvolvimento de uma atualização de ‘software’ e a revisão do manual de treino dos pilotos para corrigir os erros dos sensores MCAS”, disse o presidente da companhia Dennis Muilenburg em comunicado.

Perante o crescente escrutínio em torno da segunda queda do avião 737 Max, o CEO da Boeing divulgou, na segunda-feira, uma carta aberta às companhias aéreas e passageiros sobre a investigação que está atualmente a decorrer. “Os nossos corações estão pesados, e continuamos a oferecer as nossas mais profundas condolências aos entes queridos dos passageiros e da tripulação a bordo”, lamentou Dennis Muilenburg na sua carta aberta.

“A segurança está no centro de quem somos na Boeing, e garantir viagens seguras e confiáveis ​​nos nossos aviões é um valor duradouro e nosso compromisso absoluto com todos”, acrescentou o empresário norte-americano, que relembrou as 158 vítimas do acidente.

O CEO da Boeing, que tem sido alvo de críticas pesadas depois do acidente no dia 10 de março, na Etiópia, garantiu que a empresa estava a “tomar as medidas necessárias para garantir a total segurança do 737 MAX”, acrescentando que uma atualização de software para o avião vai chegar “em breve” juntamente com uma ”revisão do manual de treino dos pilotos para corrigir os erros dos sensores MCAS”.

A agência reguladora do transporte aéreo dos Estados Unidos da América deu ao fabricante até abril para modificar o sistema MCAS.

“Estamos a trabalhar juntamente com os nossos clientes, reguladores internacionais e autoridades governamentais para apoiar as investigações mais recentes, entender os actos e ajudar a prevenir futuras tragédias”, sublinhou.

A Boeing informou que enviou uma equipa de investigadores para a Etiópia para ajudar a recolher mais detalhes sobre o último acidente, que, segundo especialistas, tem muitas semelhanças com o acidente da Lion Air, em outubro, que provocou 189 vítimas mortais. Segundo especialistas, ambos os jatos caíram ”abruptamente” logo após a decolagem. Não está definitivamente claro, no entanto, que ambos os incidentes estejam relacionados.

Peritos franceses apontam semelhanças entre dois acidentes com Boeing 737 MAX

Cabe às autoridades etíopes, no entanto, avançar com mais informações sobre o acidente. Enquanto isso, a Boeing decidiu suspender todos os voos com os 371 aviões 737 Max 8. Um relatório completo sobre o acidente da Ethiopian Airlines é esperado dentro de 30 dias.

Este foi o segundo acidente envolvendo o modelo 737 Max 8 em menos de seis meses, após a queda da Lion Air na Indonésia, na qual 189 pessoas morreram em outubro de 2018. A companhia aérea soma 346 vítimas mortais reportadas, entre passageiros e tripulantes.

Ler mais
Relacionadas

EUA investigam processo de aprovação do Boeing 737 MAX

Este é um processo considerado incomum, no qual as autoridades dos transportes aéreos tentam determinar se existiram possíveis falhas nas aprovações federais de segurança para as novas aeronaves, do modelo do Boeing 737 MAX 8.

Boeing faz aterragem de emergência na Rússia devido a falha no motor

O avião partiu de Mirny mas uma falha no motor levou a que o avião com 157 passageiros e seis tripulantes aterrasse de emergência em Syktyvkar.

Boeing suspende todos os voos com aviões 737 Max 8

Três dias após o acidente fatal que vitimou 157 pessoas, a Boeing reagiu e decidiu suspender os voos dos 371 737 Max 8.

Piloto da Ethiopian Airlines alertou para problemas no Boeing 737 Max 8

O piloto do voo 302 da Ethiopian Airlines avisou os controladores aéreos de que estava a ter problemas no controlo do avião antes da queda do Boeing 737 Max 8, de acordo com as gravações das vozes retiradas a partir do cockpit.

Boeing tomba em bolsa mais de 7%

Na abertura da sessão desta terça-feira, em Nova Iorque, as ações das construtora de aviões norte-americana valiam 384,71 dólares. Mas o preço da ação caiu para os 371,66 dólares à medida que mais países decidiram suspender os voos do modelo Boeing 737 Max 8.
Recomendadas

Sindicatos chegam a acordo com Transtejo e Soflusa e equacionam levantar greve

Os sindicatos dos trabalhadores da Transtejo e Soflusa aceitaram esta segunda-feira um aumento de 28 euros para todas as categorias.

Reformados do BCP exigem aumentos das pensões

A moção com esta exigência foi aprovada em reunião em 18 de julho, referindo essa moção que estes reformados que, ao contrário dos outros pensionistas bancários, não vêem as pensões atualizadas desde 2010.

EuroBic também anuncia Verão sem gravata

Mais um banco a aderir à moda de deixar de obrigar ao uso da gravata. Desta vez é o EuroBic, depois do Montepio e do BCP. Lá fora a moda parece ter vindo para ficar.
Comentários