Primeiro-ministro: “Estamos prontos para trabalhar com o presidente Joe Biden”

António Costa pretende “fortalecer as relações União Europeia-Estados Unidos” e “reafirmar a relevância da NATO”.

O primeiro-ministro reiterou esta quarta-feira o apoio do Governo português à administração Biden, enquanto decorre a cerimónia de tomada de posse da nova presidência dos Estados Unidos (EUA) no Capitólio, em Washington.

“Estamos prontos para trabalhar com o presidente Joe Biden desde o primeiro dia para fortalecer as relações União Europeia-EUA, reafirmar a relevância da NATO e reforçar as respostas multilaterais a questões como as alterações climáticas e a defesa da democracia e dos direitos humano”, escreveu António Costa, na rede social Twitter.

Em Bruxelas, a representar a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, o primeiro-ministro também aproveitou a intervenção no Parlamento Europeu para felicitar Joe Biden pelo cargo, tal como havia feito aquando da vitória nas eleições de novembro de 2020.

“Neste dia em que tomará posse o presidente Joe Biden, não posso deixar de lhe dirigir os votos dos maiores sucessos no seu mandato e de referir a necessidade de relançarmos as relações, cada vez mais próximas, com os Estados Unidos”, referiu, na sessão plenária desta manhã.

Já a 7 de novembro, assim que foi confirmada a vitória do democrata nas presidenciais norte-americanas, primeiro-ministro português, António Costa, saudou Joe Biden e destacou o trabalho no reforço das relações transatlânticas.

“Parabéns ao presidente eleito Joe Biden. Espero que em breve possamos trabalhar no reforço das relações transatlânticas e na gestão de assuntos globais, como as alterações climáticas, a defesa da democracia e a segurança internacional”, publicou num tweet.

Ler mais
Relacionadas

Biden chega à Casa Branca. Assista à tomada de posse do 46º presidente norte-americano

O democrata Joe Biden assume esta quarta-feira a presidência dos EUA. Assista à tomada de posse do 46º presidente norte-americano.
Recomendadas

Covid-19: PCP quer apoios a 100% para pais “imediatamante e com efeitos retroativos”

Intervindo numa sessão pública, em Lisboa, Jerónimo de Sousa lamentou que “PS, PSD e CDS-PP” tenham rejeitado na Assembleia da República a proposta do PCP que previa “o pagamento do salário a 100% a quem está em assistência a filhos até aos 16 anos, enquanto as escolas se mantiverem encerradas”, devido à pandemia de Covid-19.
catarina_martins_oe_2020

Covid-19: Catarina Martins faz um apelo a Costa para que estenda já as moratórias

“Deixo aqui hoje este apelo a António Costa: não espere que seja tarde demais, não espere pelo início dos despejos e das falências. As moratórias têm de ser estendidas já”, num comício maioritariamente virtual que assinalou o encerramento da conferência autárquica online e os 22 anos do BE, que comemora no domingo a sua fundação.

Covid-19: Uma centena de manifestantes anticonfinamento em Lisboa

À Lusa, o comissário Santos, da PSP, referiu que a concentração, promovida pelo Movimento Habeas Corpus, associado aos Juristas pela Verdade, chegou a reunir “cerca de cem pessoas”, por volta das 13h00, e que há meia hora estariam ainda 35 manifestantes no local.
Comentários