“Problemas de qualidade”. Maior fábrica do mundo de Kinder e Nutella suspende produção

A empresa adianta que a suspensão temporária é uma medida de precaução para permitir novas investigações.

O grupo italiano Ferrero interrompeu temporariamente as atividades na maior fábrica de produção de Nutella do mundo, devido a um problema de qualidade que surgiu esta semana.

Localizada na região francesa da Normandia, a fábrica produz um terço de todos os potes de Nutella vendidos globalmente, segundo o site da empresa.

Esta semana, “depois de analisar os resultados de uma das verificações de qualidade na nossa fábrica de Villers-Écalles, encontramos um defeito de qualidade num dos ingredientes semi-prontos usados na produção dos nossos produtos de Nutella e Kinder Bueno”, explicou a Ferrero em comunicado, citado pela Reuters.

A empresa acrescentou que a suspensão temporária foi uma medida de precaução para permitir novas investigações.

“Por enquanto, podemos dizer que nenhum dos nossos produtos já em mercado foi afetado pela situação e que o fornecimento aos nossos clientes continua ininterrupto”, afirmou a Ferrero.

A empresa avançou ainda que vai tomar medidas preventivas quando o resultado da investigação se tornar conhecido, no início da próxima semana.

A Ferrero, que também produz bombons Ferrero Rocher e ovos de chocolate Kinder, anunciou esta quarta-feira vendas de 10,7 mil milhões de euros previstas até 30 de agosto.

Ler mais
Recomendadas

Proposta sindical de aumentos salariais para a banca em 2019 nos 2,72%

No dia 16 de abril, o SNQTB, o SBN e o SIB enviaram a sua proposta negocial aos bancos que integram a mesa negocial da Associação Portuguesa de Bancos (APB).

CTT: entre os dividendos generosos e a sombra da renacionalização

A Assembleia Geral dos CTT realiza-se esta terça-feira e os acionistas preparam-se para votar a distribuição de dividendos – podem remunerar os seus acionistas com 15 milhões de euros do exercício de 2018. Mas o futuro da empresa é incerto, pois nada impede que possa ser renacionalizada.

Sonae Sierra poupou 25 milhões em 2018 com gestão sustentável

A empresa gestora de centros comerciais diz ter cumprido no ano passado 86% dos seus objetivos de sustentabilidade.
Comentários