Produção automóvel em Portugal aumenta 9,4% em agosto, revela ACAP

O aumento corresponde a 15.005 veículos automóveis ligeiros e pesados produzidos em Portugal durante o mês de agosto.

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) anunciou esta segunda-feira, 14 de setembro, um aumento de 9,4% na produção automóvel em Portugal.

Num comunicado enviado à redações a ACAP informa que “em termos acumulados, nos oito meses de 2020, registou-se um decréscimo de 32,0 por cento em comparação com o período homólogo, correspondendo a 153.014 unidades fabricadas em 2020″. Por outro lado, ”
no mês de Agosto de 2020 foram produzidos, em Portugal, 15.005 veículos automóveis ligeiros e pesados, tendo-se verificado um aumento de 9,4%”, apontou a associação.

Sobre a montagem de automóveis em Portugal, a ACAP refere que “em agosto de 2020 foram montados 13 veículos pesados, tendo representado um decréscimo de 89,1 % face a igual mês do ano de 2019. De Janeiro a Agosto de 2020, a montagem de veículos pesados apresentou uma queda de 77,8 % face igual período do ano anterior, representando 502 veículos montados em 2020”.

“De Janeiro a Agosto de 2020 foram exportados 86,1 % dos veículos montados em Portugal, representando 432 unidades. Os Estados Unidos da América são o maior destino destas exportações uma vez que recebem 60,9 % das exportações”, referiu a ACAP.

Quanto ao número de casos que se vendeu para fora do país, “a informação estatística relativa aos oito meses de 2020 confirma a importância que as exportações representam para o sector automóvel já que 97,9 % dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo”, apontou a ACAP sublinhando que este setor “contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”.

Apesar da exportação de carros portugueses ser elevado, Portugal não se encontra no topo da lista dos países que mais vende para fora do país.  No total, os países europeus exportam 95,6 % dos carros que produzem e a Alemanha está no topo do ranking com 22,6% das exportações europeias, seguida da França com 16,8% e a Espanha 11,3%.

 

Ler mais

Relacionadas

Setor automóvel europeu une-se contra o Brexit sem acordo

São 110 mil milhões de euros até 2025 que estão em causa, num setor que responde por um superavit de 74 mil milhões (só em 2019) e pelo emprego de mais de 14,6 milhões de europeus.

Autoeuropa não está a renovar contratos a prazo, denunciam CT e sindicato

Segundo a Fiequimetal e a comissão de trabalhadores (CT), a administração da Autoeuropa já comunicou a vários trabalhadores que não vai renovar os seus contratos a prazo. Para alguns trabalhadores, este era o último contrato antes de passarem a efetivo, segundo o sindicato que critica que continuem a ser utilizados trabalhadores temporários e que a não renovação de contratos acontece depois da fábrica ter recebido apoios do Estado. CT diz que está a pressionar empresa para renovar contratos.
Recomendadas

Défices da zona euro voltam a atingir máximos históricos: 11,6%

Portugal, que registou um défice de 9,2% no segundo trimestre, foi o sexto país da zona euro com o maior agravamento do saldo orçamental entre o primeiro e o segundo trimestre.

Portugal regista o terceiro maior rácio de dívida pública face ao PIB da União Europeia

Grécia e Itália são os países europeus que lideram o ranking do peso da dívida face ao PIB.

Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

A divulgação da Comissão Europeia do indicador de confiança dos consumidores a zona euro vai marcar esta quinta-feira. Nos EUA, Trump e Biden voltam a debater-se, o Eurostat vai publicar estatísticas sobre défices e dividas da zona euro e a Coca-cola vai divulgar os resultados do terceiro trimestre.
Comentários