Produção industrial recua em Portugal, em contraciclo com zona euro

Na variação em cadeia, os principais avanços assinalaram-se na Lituânia (11,6%), na Suécia (3,4%) e na Irlanda (3,2%) e os recuos na Dinamarca (-2,8%), em Portugal (-2,0%), Estónia, Roménia e Reino Unido (-0,4% cada).

Nacho Doce/Reuters

A produção industrial aumentou, em maio, 2,4% na zona euro e na União Europeia (UE) face ao mesmo mês de 2017, com Portugal a registar o terceiro recuo homólogo e o segundo em cadeia, divulga o Eurostat.

Em maio, a produção industrial cresceu 2,4% tanto na zona euro quanto na UE face ao mês homólogo, tendo o avanço sido de 1,3% nos 19 países do euro e de 1,2% nos 28 Estados-membros, na comparação com abril.

Face a maio de 2017, os maiores aumentos na produção industrial registaram-se na Polónia (7,8%), na Irlanda (7,3%) e na Eslovénia (5,9%), enquanto as principais quebras foram observadas em Malta (-6,3%), na Dinamarca (-3,3%) e em Portugal (-2,6%).

Já na variação em cadeia, os principais avanços assinalaram-se na Lituânia (11,6%), na Suécia (3,4%) e na Irlanda (3,2%) e os recuos na Dinamarca (-2,8%), em Portugal (-2,0%), Estónia, Roménia e Reino Unido (-0,4% cada).

Recomendadas

Governo cria grupo de trabalho para preparar Web Summit até 2028

O ‘Grupo de Trabalho Web Summit Portugal 2019-2028’ vai entrar em vigor já este ano, com o objetivo de “assegurar a organização e a coordenação da Web Summit, em cada ano do período de 2019 a 2028”.

Governo envia hoje para o Parlamento e Bruxelas esboço do Orçamento do Estado para 2020

Documento segue primeiro para a Assembleia da República e depois para a Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, que reencaminha para Bruxelas.

Marca Portugal vale mais de 190 mil milhões de euros, diz consultora

Num ranking de cem países, elaborado pela Brand Finance, a marca Portugal surge na posição 48, à frente de países como Egito, Peru, Hungria, Eslováquia, Luxemburgo e Grécia. Contudo, países como Roménia, África do Sul, Nova Zelândia, Cazaquistão, Irão, Vietname ou Qatar surgem à frente de Portugal.
Comentários