Produção mundial de petróleo atinge recorde em 2018

A produção mundial de petróleo atingiu em 2018 um máximo histórico de 75,78 milhões de barris diários, mais 1,6% do que em 2017, devido sobretudo ao aumento da extração nos Estados Unidos.

A produção mundial de petróleo atingiu em 2018 um máximo histórico de 75,78 milhões de barris diários, mais 1,6% do que em 2017, devido sobretudo ao aumento da extração nos Estados Unidos.

A informação foi divulgada na segunda-feira pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e respeita ao maior crescimento anual registado desde 2015, sem contar o gás natural liquefeito.

Os Estados Unidos da América foram o maior produtor mundial, com 11 milhões de barris por dia, seguido pela Federação Russa (10,5) e Arábia Saudita (10,3).

A produção norte-americana, impulsionada pelo petróleo de xisto, aumentou 1,6 milhões de barris diários.

Recomendadas

Eletricidade. Desde 2009 que o valor da dívida tarifária não era tão baixo

A dívida vai afundar mil milhões em 2022, a maior descida registada desde 2008.

“Apoios de nove milhões foram cruciais para minimizar prejuízos”, revela presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto

“Esses apoios foram cruciais para, de alguma forma, minimizar aquilo que poderiam ser os prejuízos dos agricultores na venda das suas uvas”, revela Gilberto Igrejas. “Foram nove milhões de euros, na Região Demarcada do Douro, muito importantes para que o tecido produtivo não tivesse quebras superiores”, assegura o presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP), na edição do podcast “Conversas com Norte” que irá para o ar na próxima segunda-feira.

CGTP considera medidas na proposta de OE2022 insuficientes

A intersindical reconhece o mérito do desdobramento dos escalões do IRS, mas considera esta medida “manifestamente insuficiente” e pede mais rasgo no combate ao “modelo de precariedade” que vigora em Portugal.
Comentários