Professor de Setúbal distinguido com prémio de inovação tecnológica

Rui Azevedo Antunes, docente do Instituto Politécnico de Setúbal, foi distinguido com o Prémio de Inovação Tecnológica Engenheiro Jaime Filipe, promovido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação.

Rui Azevedo Antunes, docente do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), foi distinguido com o Prémio de Inovação Tecnológica Engenheiro Jaime Filipe, promovido pelo Instituto Nacional para a Reabilitação (INR).

O galardão, no valor de 5 mil euros, foi entregue na cerimónia comemorativa do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência 2019, que decorreu em Santarém sob o lema “O futuro é acessível”, contando com as presenças da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, e da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

A distinção, que visa “promover a invenção de equipamentos, instrumentos, utensílios e tecnologias que promovam a autonomia das pessoas com deficiência”, reconheceu o carácter inovador do “Sistema de interface humana para o acesso ao computador”, um protótipo de hardware/software que permite o acesso integral ao computador a pessoas com necessidades especiais, substituindo o rato, o teclado e o gamepad.

O campo de aplicação do protótipo é vasto, cobrindo a assistência a limitações resultantes de tetraplegia, esclerose múltipla, paralisia cerebral, traumatismo crânio-encefálico, lesões vertebro-medulares, distrofia muscular, síndrome do túnel do carpo ou síndrome de Rett. Ou seja, sempre que o utilizador possua “reduzido ou nenhum controlo das suas mãos, encontrando-se impossibilitado de poder utilizar uma Interface Humano-Computador comum”, refere Rui Azevedo Antunes.

PCGuia
Recomendadas

Portuguesas HiJiffy e Live Electric Tours vencem prémios da Organização Mundial do Turismo

As startups foram duas das premiadas da última ‘UNWTO Tourism Startup Competition’. “Recebemos propostas de mais de 150 países e, nesta segunda edição, são de empresas emergentes mais maduras. De facto, 10% das empresas que se apresentaram faturaram mais de 500 mil euros em 2018 ”, disse o CEO da Globalia, Javier Hidalgo.

Visa vai comprar startup Plaid por 4,8 mil milhões de euros

A fintech de São Francisco desenvolve API (interfaces de programação de aplicações). A operação deverá ficar concluída nos próximos três a seis meses.

“Mobilizar uma equipa com várias competências é o maior desafio das startups”, diz professor da Nova

O Programa de Empreendedorismo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova começa esta terça-feira. Lisboa recebe Frank Rimalovski, diretor do Instituto Empreendedor da New York University, para dar ‘luzes’ aos alunos sobre como materializar uma ideia.
Comentários